sábado, 3 de dezembro de 2011

Consciência não se põe a mesa de cirurgia cesariana!

Acho curioso quando escuto algumas mulheres dizerem que parir em casa ou um parto humanizado é voltar no tempo, como nossas avós. Nossas avós não tinham opção de escolha: elas tinham que parir ou aceitar a morte de seus filhos, como acontecia muitas e muitas vezes.
Por mais absurdo que possa parecer para a grande maioria das pessoas, parir em casa ou casa de parto sendo uma gestante de baixo risco é a decisão mais certa e científica embasada em evidências que se pode tomar.
Uma cirurgia cesariana, segundo todas as evidências científicas idôneas, apresenta  três vezes mais risco do que um parto normal. Um parto sem o uso de ocitocina sintética, aquele sorinho que quase 90% dos partos do mundo fazem uso, promovem a contração uterina fora dos padrões naturais, levando a uma maior sensação de dor e risco de alteração dos batimentos cardíacos fetais e ruptura uterina.
A anestesia tão desejada pelas mulheres pode fazer com que as contrações diminuam seu ritmo levando a necessidade do uso da ocitocina sintética.
Existe uma comparação bastante palpável: nosso modelo de agricultura faz uso de fertilizantes e agrotóxicos para produção em grande escala, levando a diversos problemas de saúde para quem consome esse tipo de alimento e para o solo, fauna e flora da região.
Da mesma forma um parto com fertilizantes (ocitocina) e agrotóxicos (anestesia) representa um problema ecológico sistêmico para o binômio mãe e bebê e de certa forma para a saúde do planeta.
Imagine o impacto ecológico causado por uma cirurgia? Tempo de internação, aparelhagem, UTI neonatal para o bebê imaturo? Sem contar com o impacto na psique de mãe e bebê da separação, efeitos da ocitocina para toda a vida daquela criança, desempoderamento da mulher e violência.
Optar por um parto natural é antes de tudo ter consciência. E quando os riscos do Parto Natural forem maiores que o  risco da cirurgia, é a hora de valorizar a coisa mais importante: a vida. Ninguém é contra cesárea bem indicada baseada em evidência científica por aqui. O que nos norteia é o apelo pela consciência ampliada dos efeitos das nossas escolhas para a construção de um mundo melhor.
Como disse Rabindranath Tagore, cada criança ao nascer nos trás a mensagem de que Deus não perdeu as esperanças nos homens. Pena que a diminuímos consideravelmente com nossa descrença e inconsciência.
Por Kalu Brum

Nenhum comentário:

Postar um comentário