quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Alergias na gestação,como cuidar?


A pele se modifica na gravidez em resposta às alterações hormonais: fica mais ressecada, com aumento da transpiração, maior propensão a estrias e manchas, podendo surgir coceiras e outras alterações cutâneas. As doenças alérgicas cutâneas mais comuns na gestação são:
  • Dermatite atópica: É uma condição genética que pode piorar na gestação. Manifesta-se por lesões ressecadas, de aspecto eczematizado, em geral localizadas em dobras de braços, pescoço e pernas. A pele do corpo fica ressecada e irritada. O tratamento inclui antialérgicos e cremes próprios para melhorar os sintomas cutâneos.
  • Dermatite de contato: pode ocorrer na gravidez e se relaciona ao contato com determinadas substâncias, como por exemplo o níquel contido em bijuterias, causando eczema e coceira no local do uso. Nem sempre é fácil identificar o produto causador da lesão, podendo ser necessário a avaliação de um especialista e a realização de testes cutâneos. O tratamento inclui cremes especiais, mas também o afastamento do fator que está causando a lesão.
  • Urticária: surgem placas avermelhadas acompanhadas de coceira em locais variados do corpo, em geral com duração fugaz. Pode ou não estar relacionada com a gravidez. A causa mais comum é o uso de medicamentos ou de certos alimentos. É importante esclarecer a causa para que se possa ter sucesso no tratamento.


    Post a pedido da Gestante Regina.

    Cris De Melo
    Doula!

2 comentários:

  1. Cris, muito obrigada pelo post! Fui diagnosticada com urticária (PUPPP em inglês). Muito difícil, coça muito e o tratamento é lento, já que não dá para prescrever muita coisa, estando grávida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu nao tive enem estou tendo tanta coceira, mas quem as tiver cuidado ate mesmo com o sabonte que usa, dicas da minha GO!!

    ResponderExcluir