segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Como a futura mamãe deve se comportar no trabalho de parto!!

Foto do livro "Parto com Amor"
Comece esquecendo o título da minha postagem, ela só foi usada para chamar atenção justamente para o contrário, não existem bons modos na hora do parto!! Muitas gestantes tem medo de como vão se comportar no trabalho de parto, elas tem medo de gritar, de fazer ''vexame", elas não entendem que isso é natural e faz parte do processo. Existe uma grande diferença entre uma mulher descontrolada, que se prejudica e pode atrapalhar no nascimento do bebê, e uma mulher que ouve seu corpo e grita por instinto, por uma necessidade maior do que qualquer outra coisa. Parto não é raciocínio, é INSTINTO! Portanto saiba que as pessoas ao seu redor vão entender se você gritar, xingar, ficar peladona, se acocorar em tudo que encontrar pela frente. Por esse e outros motivos é fundamental que estejam no parto apenas as pessoas que você se sente a vontade, se você acha que com a sua mãe do lado você não vai se sentir assim, é melhor pedir para que ela aguarde em outro cômodo por exemplo.

Para quem acha que as minhas queridas Doulandas não fazem isso, estão muito enganadas, muitas delas gritam arranham, xingam e expulsam familiares da sala de parto. É como deve ser!

Então, solte o seu macaco, seu lado animal, mamífero e seja muito feliz! Parto é prazer, e pode vir de várias formas! Acima de tudo lembre-se, o parto é SEU!

Cris De Melo
Doula!

9 comentários:

  1. Cris, adorei seu post.
    mais eu tenho ouvido falar a minha gravidez inteira pra não gritar porque se não as enfermeiras te judiam. não sei se isso é mito ou verdade, mais elas odeiam aquelas mulheres que ficam gritando e fazendo escândalo.. minha mãe mesmo disse - agarra um travesseiro, morde, rasga.. mais não grita.

    e agora!?

    ResponderExcluir
  2. Na verdade a mulher pode gritar, o problema são as pessoas que trabalham com parto e que não gostam do que estão fazendo. Veja que coisa errada, se você gritar as pessoas que deveriam cuidar de você e do bem estar do bebê, vão te prejudicar... apenas porque elas não querem ouvir??? Triste.

    ResponderExcluir
  3. Cris gostei do post...
    faltou escrever que tem algumas que mordem, rsrsr

    Beijos no coração
    Saudades

    ResponderExcluir
  4. Hahahahahaah é que se eu colocar muito as pessoas não vão querer ficar do lado de mulher em TP! Elas fazem coisas muito piores do que morder a gente hahahahahaha

    ResponderExcluir
  5. concordo, eu em pleno trabalho de parto me colocaram em uma enfermaria com uma mãe q tinha acabado d dar a luz a um bebe d 8 meses! a cada contração eu engolia o choro, gemia baixo.. logico q ñ ajudou em nada né...

    ResponderExcluir
  6. Poisé, é terrível isso. A parturiente precisa de privacidade para agir por instinto sem vergonha ou medo de incomodar alguém :S

    ResponderExcluir
  7. Eu segui sempre meu instinto...gritei horrores no meu TP, hehehehe Não estava nem aí para quem estava comigo. Mas o mais engraçado foi saber que as enfermeiras estavam incomodadas com meus gritos e pediam para a Drª se ela não iria me dar analgesia e ela respondeu: "Ela quis assim, vou respeitá-la, se ela me pedir, eu dou." (Amo essa mulher!). E quando fui para a sala de recuperação, uma senhora que acompanhava outra mama~e em recuperação pediu: "Foi tu que gritou daquele jeito?"
    Respondi que sim, kkkkkkkkkkkk
    Eu, meu marido e minha doula damos uma risadinha de cumplicidade, heheheh

    ResponderExcluir
  8. Isso aí Rosi, tem que gritar mesmo!!!! Tem uma doula amiga-parceira aqui, que teve o parto em casa a 6 meses, e a equipe de parto localizou a casa dela pelos gritos dela kkkkkkkk
    Ela precisava gritar, disse que aquilo aliviava a dor.

    ResponderExcluir
  9. Pois e, uma colega minha passou pr uma situacao muito constrangedora na hora do parto!O Obstetra vendo-a se contorcer de dor,gemendo e ate mesmo gritando,pediu que ela fizesse silencio, pq iria acordar todo o Hospital com aqueles "berros".A coitada teve um parto pessimo, com laceracoes e uma lembranca traumatica.Como a Cris disse, gritar, xingar faz parte e nem sempre e descontrole, mas sim vc ouvindo seu corpo(muito legal essa aprte, Cris!).Adorei o post, como sempre!!Bjao!!!

    ResponderExcluir