sexta-feira, 30 de setembro de 2011

As inscrições estão a todo vapor! ( ENCERRADO!

As inscrições já começarammmm !!! :D Poucas vagas, não percam!!!

No curso cada participante deve trazer 1 kg de alimento não perecível que será doado para

uma institução.

Para se inscrever envie um e-mail para cris.sofia20@hotmail.com

Data: 8 de outubro com início as 15 horas. ( Por causa dos partos posso precisar alterar esta data.)

Local: Rua Santos Saraiva, Ed. Ilhas de Creta.



Quem participar do curso ganhará brindes oferecidos pelo ''Doce Grão'', o evento terá

cobertura de um fotógrafo que fará fotos dos casais e enviará por e-mail gratuitamente.

Além disso será sorteado uma SESSÃO DE FOTOS de GESTANTE no hotel Saint German,

com dia e horário a ser marcado com o fotógrafo!!!

O que você está esperando??


As inscrições estão encerradas os interessados para o proximo curso pode enviar um e-mail

para receber as informações.

Cris Doula!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Parto domiciliar: refletindo sobre paradigmas - Por Melania Amorim


“A humanização do nascimento não representa um retorno romântico ao passado, nem uma desvalorização da tecnologia. Em vez disso, oferece uma via ecológica e sustentável para o futuro”
(Ricardo Herbert Jones)

Ana Paula Caldas, médica neonatologista, em parto domiciliar, imediatamente depois do nascimento de Lis - Foto: Ana Cristina Duarte
Ana Paula Caldas, médica neonatologista, em seu parto domiciliar, imediatamente depois do nascimento de Lis - Foto: Ana Cristina Duarte.



Esse artigo foi escrito pela médica obstetra Dr. Melania Amorim, colega minha no site Guia do Bebê, quero compartilhar esse maravilhoso texto sobre o parto domiciliar, e o retorno dele, não por moda e sim por necessidade. Esse é o nosso futuro!

http://guiadobebe.uol.com.br/parto-domiciliar-refletindo-sobre-paradigmas/

Cris De Melo

Téc, Enfermagem, Doula &
 colunista do site '' Guia do Bebê"


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Curso de Preparação para o Parto vai nascer em breve!!

Folder feito por Gil Melo
A alguns meses estou gerando esse projeto com muito carinho e amor, e pretendo pari-lo em breve.
O curso de preparação para o parto, preparando o ninho, é direcionado as gestantes que vão parir em maternidades públicas em Florianópolis e Região.

Mas ele será ministrado em forma de palestra, em apenas um dia, com apostilas para que as futuras mamães possam sempre que tiver dúvidas pesquisar.

As inscrições começam hoje, e no dia do curso cada participante deve trazer 1 kg de alimento não perecível que será doado para uma institução, aliás aceito indicações de instituições!
Para se inscrever: cris.sofia20@hotmail.com

Data: 8 de outubro com início as 15 horas. ( Por causa dos partos posso precisar alterar esta data.)
Local: Rua Santos Saraiva, Ed. Ilhas de Creta

Cris De Melo

Doula!

domingo, 25 de setembro de 2011

Enquete: O que vocês estão achando dos temas do blog?


Olá a todas, eu Cris gostaria de saber de vocês o que estão achando dos temas dos posts aqui do blog e da aparência dele. Além disso sugestões e críticas são sempre bem-vindas!

Obrigada e bom domingo!

Cris De Melo

Doula!

Quando e como devo fazer força no parto??


Toda sexta-feira eu assisto os programas de Partos e bebês que passam no canal Discovery Home and Health, apesar de não achar aqueles partos os mais lindos, eu gosto de ver as diferentes realidades.
E um dos erros mais comuns nesses programas, são de que a mulher deve ser induzida a fazer força quando atinge a dilatação total ( 10 cms), mesmo sem que elas sintam a vontade de empurrar, e elas não podem escolher a posição, é sempre deitada, com o queixo do peito e segurando as pernas.

Hoje eu tive e inspiração de falar sobre isso, e odeio pegar coisa pronta na internet, só uso posts alheios quando gosto muito, fora isso prefiro escrever. Então lá vai a minha opinião de quando e como a parturiente deve fazer força.

Nesse 1 ano e meio como Doula e cerca de 40 partos eu já vi situações bem diferentes, já vi bebês coroando sem que a mulher sinta, já vi mulheres com 5 cms de dilatação e muita vontade de empurrar, já aparei bebê que decidiu vir em uma força apenas e sempre que elas me perguntam quando devem fazer força eu respondo: QUANDO VOCÊ QUISER!



Mesmo após dilatação total eu não gosto que a parturiente seja orientada a empurrar, ela pode se cansar e ainda pensar que tem algo errado pelo fato o bebê não nascer com todas aquelas forças, sem falar de que os casos de bradicardia fetal ( batimento do bebê cai) podem surgir por causa da força induzida. Não basta apenas dilatar totalmente, é preciso esperar a descida do bebê e o giro da cabeça. Quando o bebê estiver baixo o suficiente, o corpo vai empurrar, inclusive quando a mulher não quer ( né Elaine que quase pariu a Leda no carro rsrsrs).

E como fazer força? Ouça seu corpo, preste atenção, o seu instinto vai lhe mostrar a melhor posição e maneira de empurrar. Sim, nem todas as mulheres conseguem se entregar e entender o que o corpo quer, então podem surgir orientações da equipe que está atendendo o parto, mas lembre-se de que se você não gostar, não deve fazê-lo.

Mas e como ajudar o bebê a descer? Quando uma doulanda minha atinge dilatação total mas o bebê ainda está alto eu recomendo que ela caminhe, use a bola suíça, faça agachamentos com o companheiro, rebole e visualize a descida e chegada do novo ser. Mas sempre deixo claro de que são apenas sugestões, se ela quiser ficar deitada e não tentar nada disso, ela fará o que preferir.



Leia, informe-se, prepara-se e deixe o seu corpo fazer o trabalho todo!
Parto é fisiológico e não intelectual!

Uma boa hora!

Cris De Melo

Téc. Enfermagem
& Doula!

Hemorróida apareceu... e agora??? Adeus parto natural?

Ainda existe esse mito de que gestantes com hemorróidas não podem passar pelo parto natural, isso claro, não é verdade.As hemorróidas ocorrem por causa dos vasos sanguíneos que ficam mais inchados  na região anal, podem surgir antes, durante ou após o parto. Inclusive mulheres que nunca engravidaram podem sofrer deste problema, a verdade é que elas coçam e e doem, e incomodam muito. A prevenção é feita com exercícios e alimentação saudável, mas se elas já apareceram fique calma pois existe tratamento e não impede o parto natural.

Melhorar a alimentação com inclusão de fibras, ingerir bastante líquido e o uso de pomadas naturais ajudam e muito. Após o parto é necessário continuar com os cuidados. Entretanto, cuidar deste problemas após o parto fica mais fácil, pois outros medicamentos podem ser usados e sem inteferir na amamentação.Além disso é preciso evitar carregar muito peso e fazer muito esforço na região para não agravar, banhos de assentos também são uma boa opção. Vai aliviar a coceira e a dor.

http://hemroidshemorrhoids.com/hemorrhoid-information/2011/07/treating-pregnancy-induced-hemorrhoids-with-hemorrhoid-creams/

Promoção Estrelinha da Shanon!



Quem pode participar?
Crianças até 2 (dois) anos de idade.

Como participar?
Encaminhe a foto do seu bebê para shanon@shanon.com.brcom NOME COMPLETO DO BEBÊ, DATA DE NASCIMENTO, NOME COMPLETO DOS PAIS E TELEFONE PARA CONTATO até o dia02/10Você receberá um e-mail confirmando a participação do seu bebê. A partir do dia 03/10 as fotos de todos os bebês participantes serão publicadas no Facebook da Shanon Enxovais. O bebê mais "curtido" na nossa página até às 12:00hs (meio dia) do dia 12/10 ganhará R$ 1.000,00 em roupinhas e será a nossa Estrelinha Shanon!

O prêmio
A criança sorteada ganhará R$ 1.000,00 (um mil reais) em roupas a escolher e terá sua foto divulgada em nosso site, blog e redes sociais (Facebook e Orkut). 
O nome do bebê ganhador será divulgado aqui no Blog da Shanon no dia 12/10.
A Shanon terá o prazo de 15 (quinze dias) a partir da data do sorteio para entregar o prêmio. O sorteado por sua vez terá 30 dias a partir da liberação do sorteio para retirá-lo em uma de nossas lojas.

http://www.blogdashanon.com.br/2011/09/promocao-estrelinha-shanon.html

Apoio: Cris Doula!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Gostou? Então faça como a Fernanda!!!!





A Fernanda é minha doulanda e teve a linda Isadora a 11 dias, e apenas um dia antes dela nascer eu postei fotos que a Fê havia feito aqui no blog, e BOMBOU no facebook, e-mail e comentários aqui no blog, todo mundo amou e queriam o contato da fotógrafa.
Eu sou extremamente crítica aqui no blog, e toda divulgação que faço é escolhida a dedo, e eu também me apaixonei pelas fotos e vou divulgar esse trabalho lindo!

Fotógrafa Mari Righez, e o tel dela é 47 3368 7537 e o cel 47 99210904.
www.maririghez.com.br

Cris De Melo

Doula!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Perguntas e Respostas!



Posso viajar de avião?
Pode, desde que o médico libere, isso significa uma gestante com uma gravidez saudável. Mas fique de olho, muitas empresas aéreas determinam um período máximo para que gestantes embarquem, assim como os cruzeiros.

Posso tomar banho de banheira e piscina?

Sim, não tem problema algum. Só tome cuidado com a temperatura da água, um banho muito quente pode diminuir a pressão arterial e causar desconforto.

Posso usar salto alto?

Evite usar sapatos com saltos muito altos, não combina com gravidez já que as mulheres perdem o equilíbrio com facilidade. Além disso fisioterapeutas alertam que os saltos podem causar problemas sérios decorrente do peso da gestação.

O que fazer para diminuir o inchaço causado pela gestação?

Beber bastante água e descansar os membros inferiores ajuda bastante, especialmente elevar um pouco com ajuda de travesseiros. A drenagem linfática também é recomendada pois ajuda na circulação do sangue.
Clínica que recomendo: Massocenter Fone: (48) 4105-1998

Só vou entrar em trabalho de parto após perder o tampão?

Não, muitas mulheres perdem o tampão e ainda ficam semanas esperando o trabalho de parto começar, outras perdem e nem percebem. Agora se você sente cólicas ou contrações e o tampão começa a sair junto de sangue e muco durante todo o dia, é uma grande pista de que logo o seu bebê estará chegando. Mas não se desespere, vá para maternidade quando as contrações estiverem de 3 em 3 minutos por 1 hora, ou se o bebê parar de se mexer.

Tem mais dúvidas? Pergunte!


Cris De Melo

Doula!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Como a futura mamãe deve se comportar no trabalho de parto!!

Foto do livro "Parto com Amor"
Comece esquecendo o título da minha postagem, ela só foi usada para chamar atenção justamente para o contrário, não existem bons modos na hora do parto!! Muitas gestantes tem medo de como vão se comportar no trabalho de parto, elas tem medo de gritar, de fazer ''vexame", elas não entendem que isso é natural e faz parte do processo. Existe uma grande diferença entre uma mulher descontrolada, que se prejudica e pode atrapalhar no nascimento do bebê, e uma mulher que ouve seu corpo e grita por instinto, por uma necessidade maior do que qualquer outra coisa. Parto não é raciocínio, é INSTINTO! Portanto saiba que as pessoas ao seu redor vão entender se você gritar, xingar, ficar peladona, se acocorar em tudo que encontrar pela frente. Por esse e outros motivos é fundamental que estejam no parto apenas as pessoas que você se sente a vontade, se você acha que com a sua mãe do lado você não vai se sentir assim, é melhor pedir para que ela aguarde em outro cômodo por exemplo.

Para quem acha que as minhas queridas Doulandas não fazem isso, estão muito enganadas, muitas delas gritam arranham, xingam e expulsam familiares da sala de parto. É como deve ser!

Então, solte o seu macaco, seu lado animal, mamífero e seja muito feliz! Parto é prazer, e pode vir de várias formas! Acima de tudo lembre-se, o parto é SEU!

Cris De Melo
Doula!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Você já conhece a Massocenter?

A Massocenter é um centro de terapia e estética maravilhoso que eu conheci ano passado, e desde então eu sempre experimento procedimentos novos. Já aprovei a limpeza de pele, massagem relaxante, drenagem linfática, manta térmica e a massagem modeladora. Mas tudo que é feito lá é com muito carinho e dedicação, assim que esse meu pacote acabar já vou tratar de continuar outro, porque além de maravilhoso os valores são ótimooos!!!!! Então, ligue para lá e veja os serviços oferecidos, MAMÃES eles tem Shantala, aproveite!!!!

Porque é fundamental cuidar do corpo, da saúde e da mente, sempre!!!
Contato: (48) 4105-1998
Av. Delamar José da Silva, 187 - Salas 102/103 - Kobrasol

Cris De Melo
Doula!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Entrevista com a Julia mamãe do Caetano nascido em casa!



Meu histórico de nascimento não foi nada ideal, nasci nas praias do Paraná, num hospital de freiras. Minha mãe sofreu muito descaso, não pôde estar comigo logo ao nascer, pois logo as parteiras me levaram para os procedimentos habituais.  Ademais, ao invés de leite materno recebi nas primeiras horas uma mamadeira de chá camomila o que levou, posteriormente, a repulsa pelo leite materno. Aos doze anos, vi minha irmã sofrer violências no momento do seu parto. Não pôde ter ninguém ao seu lado, escutou coisas desagradáveis de enfermeiras de plantão, ficou a espera de um médico plantonista que dormia no seu turno de trabalho. Conclusão: uma cesariana que poderia ter sido evitada.

Diante disso, sempre tive medo do parto. Gostaria, assim, poder escrever a minha história de maneira diferente. Ao engravidar passei a ficar “enfurnada” na internet, pesquisando, informando-me e sonhando como poderia ser o meu parto. Caí, assim, no mundo das doulas, parto natural, parto domiciliar...
Conheci a Cris através de seu blog e passamos a nos comunicar. Eu ficava acompanhando diariamente os nascimentos, os vídeos, os relatos. Não sabia muito bem o que é ser doula, mas me encantei com a idéia do “servir ao parto”. Isso atrai realmente amantes desse momento tão único e engrandecedor para uma mulher.

E foi assim que decidi ter o acompanhamento da Cris. Gostaria de ser assistida com amor, com carinho e como tudo foi.  Nesse mesmo movimento, busquei me informar acerca do parto domiciliar e estava sendo acompanhada pela Drª Roxana Knobel, pessoa de lindo coração que também me ajudou muito nessa linda empreitada. Ela e a Cris me aconselharam a buscar a Equipe Hanami. E assim, tecemos o nosso lindo parto.

A Cris sempre foi carinhosa, prestativa... Era gostoso receber seus recadinhos no celular, nos e-mails, sempre nos inspirando para o momento que estava por chegar. Seu carinho também nos tranqüilizou no parto, sempre com uma palavra encorajadora.
Nosso trabalho de parto representou um lindo marco em nossa vida. Um dia muito especial, foi da maneira como sempre sonhei. Recebemos nosso querido Caetano Terra num parto natural, em nosso cantinho, no nosso lar. Caetano escolheu as pessoas amadas e queridas para estar nesse momento: toda equipe Hanami, a Drª Roxana, a Cris, o meu marido, a minha mãe, a minha irmã e a minha sogra. 
A casa estava cheia e o que se pôde ouvir foi o canto de mulheres que ampararam o meu parto. Não faria nada diferente, ao contrário, adoraria estar naquele momento, naquela intensidade novamente. Vivenciando esse parto, aprendemos a conceber a VIDA de outra maneira, aprendemos a valorizar cada ação e cada desejo nosso, aprendemos que devemos lutar pelos nossos ideais, porque só assim seremos protagonistas da nossa própria vida.

Após o parto, brinquei com meu marido que gostaria de ter muitos filhos, um time de futebol, mas que gostaria de vivenciar tudo isso de novo. Ele não entendeu como poderia uma mulher, após ter tido quase 22 horas de trabalho de parto intenso, desejar tudo isso de novo. Sei que nenhuma gravidez será a mesma, mas, continuo acreditando que fizemos o melhor para o Caetano e que faremos as melhores escolhas para nossos próximos filhos. 
Acredito que o parto representa o ENCONTRO, é preciso fazer dele um BELO ENCONTRO. Isso sim trará tranquilidade e paz para mãe e para bebê que está chegando. Esperar um bebê é dádiva que merece ser desfrutada intensamente, por isso, aos que esperam um bebê recomendo que entrem nesse tão sonhado mundo, pesquisem, busquem informações, opiniões, enfim, vivam esse singular momento com vigor.

Sentimos que nossa vida mudou completamente com a vinda do Caetano Terra – sempre ouvia isso, mas achava um exagero, agora compreendo completamente. Somos outras pessoas: novos ideais, novos motivos que nos impulsionam. Agora nossa pedrinha preciosa é nosso bem maior e faremos tudo para mantê-lo brilhando como sempre!

Por vezes, a rotina é cansativa, mas recompensador quando vemos aquele ser esculpido pelas nossas forças e com um sorriso nos lábios que engrandece a nossa alma.
Agradeço muito por ter tido esse momento tão especial, esse instante que marcou a mim e a minha família profundamente.

Cris, obrigada querida por estar neste instante e, por tantas vezes dizer que eu conseguiria (por vezes, achava você maluca em afirmar isso com tanta certeza, rsrsr). Que você permaneça com esse amor, fascinada e servindo aos partos de tantas mulheres... Obrigada!
Agradeço também a Equipe Hanami que entoou o mais belo canto da VIDA, ajudou-me na crença do PODER DA MULHER no parto. Foi um momento único que certamente só foi atingido pela presença e aconchego dessa equipe de ouro!

Agradeço também a querida Roxana, guerreira profissional que nos mostrou a BELEZA DO GESTAR, sua forma de conceber o mundo nos tranquilizou e nos deu a segurança necessária para tal momento, como foi bom estar com ela em todos esses instantes!

Sinceramente, só anseio que muitas mulheres façam dos seus partos esse ÚNICO MOMENTO, vivenciando a INTENSIDADE que ele exige e toda a BELEZA TRANSFORMADORA que só esse momento pode revelar.

Beijos nos corações

Julia, mãe do Caetano Terra- chegando ao seu quarto mês!
http://julia-caetaneando.blogspot.com/

Cris De Melo
Doula!


domingo, 11 de setembro de 2011

E o Parto da Fernanda está chegando....

Antigamente eu colocava fotos das futuras mamães na página principal do blog, só que como vocês já perceberam eu tenho muitas fotos e muitas futuras mamães, então fica MUITA coisa.
Agora vou postar fotos das mamães ( quando elas autorizarem) quando chegam na 40ª semana de gestação. A Fernanda é essa mamãe super linda, que vou postar as fotos agora. Ela está esperando a Isadora que deve nascer a qualquer momento, o parto será na Clínica Ilha e ela tem uma excelente obstetra, o Dr. Marcos Leite. Vemmmm Isadora!!!! Estamos te esperando!!!!Beijão Fê!!!!!








Cris De Melo
Doul@ !!!

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Relato do nascimento do Pedro escrito pela mamãe!


Na terça de manhã (12/07), fui trabalhar normal, á tarde peguei folga, minha avó também estaria indo embora naquele mesmo dia, um pouco antes de ela ir, senti um contração forte e dolorosa, mas nem falei nada, não queria preocupar ela, pois não tinha certeza do que era! Fiquei a tarde toda em casa, tentei tirar um cochilo, mas sentia que alguma coisa me incomodava, o endurecimento da barriga tava cada vez mais freqüente, mandei uma mensagem pro meu marido, dizendo que estava com contrações, mas que ainda tava tudo tranqüilo, que qualquer coisa eu avisava ele.


 Os incômodos foram se tornando cada vez mais freqüente, e quase perto das 6 da tarde, mandei uma mensagem pro meu marido vir pra casa, ele chegou todo apavorado em casa, achando que eu já tava ganhando, rsrs, foi engraçado! Contei pra ele toda a situação, ele ainda ficou meio em dúvida, pois eu demonstrava estar super bem, ele ficou um pouco sentado no sofá só me observando, recolhi as roupinhas do baby e comecei a dobrar, enquanto isso as contrações vinham e eu tinha que parar e me concentrar, pois o desconforto estava muito grande. 



Foi então que meu maridou achou melhor ligar para a Cris (doula), ele conversou com ela, explicou o que estava ocorrendo, e ela pediu para ele começar a cronometrar as contrações e depois passar para ela, ela falou comigo, perguntou como eu estava e tal, eu estava tranqüila! Eu avisava ele quando começava e quando terminava, ele foi cronometrando, até planinha no Excel ele fez tudo bem bonitinho e organizado, acho que ficamos mais ou menos uma hora cronometrando! Ele ligou para a Cris e passou tudo certinho pra ela, ela falou com ele e depois falou comigo novamente, me disse que era trabalho de parto, pois os intervalos das contrações estavam sempre em menos de 5 minutos, pediu para que eu e meu marido comesse alguma coisa, tomassem um banho e fossem descansar, pois eu ia precisar estar bem descansada;) rsrs, qualquer coisa eu ligasse pra ela!

 No banho, consegui relaxar bastante, e meu marido me ajudava fazendo massagens! Quando sai do banho, veio uma contração e correu um líquido, logo falei pro meu marido “amor acho que a minha bolsa estourou, mas não tenho certeza, pode ser xixi” hahahah, ele ficou olhando pra mim, nisso veio outra contração e mais líquido, ele resolveu ligar para a Cris! A Cris pediu para que eu botasse um pano, pois ela estava indo para lá e quando ela chegasse verificaria se era liquido da bolsa mesmo! Acho que ela demorou uns 30 minutinhos, e lá estava a Cris, toda empolgada, ela verificou o liquido, e sim , era a bolsa que havia estourado!

 Eu e meu marido entramos em pane, rsrs, bom nele foi mais intenso NE amor? Ele não conseguia acreditar que havia chegado a hora, pois na verdade ainda não era a hora certa! Minha preocupação também era que ele seria prematuro, fiquei com medo das conseqüências da prematuridade, mas tirando isso eu estava super tranqüila. Ela pediu que eu entrasse em contato com o Dr.Fernando, enquanto ela arrumava a bolsa do bebê e meu marido arrumava a minha!Meu marido ainda estava em choque, mal conseguia arrumar a mala, mas com a minha ajudinha, finalmente a mala estava pronta! Contato feito com o Dr. Fernando, ele conversou com a Cris e orientou-a que fossemos pro hospital, porque de qualquer forma eu teria que tomar antibiótico, pois eu não havia feito o exame de streptococos, só para prevenir. 

Chegamos na Clínica Ilha por volta da meia noite, fizemos o procedimento de internação, e passei por uma consulta com a plantonista, ela fez os procedimentos necessários, lá estava eu com 2 cms de dilatação e 70 % do colo do útero apagado,  Cris me olhou e disse que era assim mesmo, pois estávamos no começo, agora era trabalhar pra dilatar mais. Fomos para a sala de parto ( a única disponível na noite pois a maternidade estava lotada ), nos instalamos e logo já comecei a receber o antibiótico e eu e meu marido aproveitamos pra namorar, dançar um pouco, foi muito bom me ajudou a relaxar bastante, eu também estava com fome, então me deram um lanchinho leve. 

A Cris também já foi me orientando a ficar bem vontade, tirei a blusa e fiquei de top, ela me aconselhou o chuveiro e bola, fiquei no chuveiro na bola por mais ou menos 1 hora , depois com a autorização do Dr. Fernando fomos caminhar na garagem da maternidade, caminhava , parava quando vinham as contrações, respirava fundo, e continuava caminhando, meu marido e a Cris estavam sempre ao meu lado, me dando a maior força, ficamos por mais de meia hora caminhando, depois de volta ao quarto, eu estava com sono, a Cris apagou a luz e botou uma musica de fundo e eu deitei um pouco, meu marido também aproveitou para descansar, bom não consegui ficar deitada, os desconfortos eram muito, levantei e fiquei sentada na bola fazendo exercícios, nisso o Dr. Fernando chega, com todo o seu carinho e dedicação pergunta como andam as coisas, e faz um exame de toque, para o meu desanimo 2 cms de dilatação ainda, fiquei um pouco triste, pois depois de tantos exercícios e empenho , só 2 cms ainda, ninguém merece! 

A Cris , com todo carinho, me animou, dizendo que era assim mesmo, perguntou pra mim o que eu gostaria de fazer, preferi ir pro chuveiro novamente, era aonde eu mais conseguia relaxar, aliviava muito as dores, fui pro chuveiro, meu marido fazia massagens quando as contrações vinham, namoramos mais um pouco, nos curtimos e ele resolveu ir descansar um pouco, então a Cris ficou comigo . Consegui relaxar muitooooo no chuveiro, as contrações foram ficando um pouco mais distantes, e eu cheguei a dormir debaixo do chuveiro, foi então que a Cris perguntou se eu não queria sair e ir me deitar um pouco, aceitei, botei o roupão e me deitei na cama, mas não adiantava, deitada não dava, então fiquei sentada na bola e deitei no colo do maridão, consegui dormir um pouco, foi aplicado mais uma dose de antibiótico, e fiquei ali descansando, dormindo, por volta das 5 da manhã, o Dr. Fernando veio novamente e fez outro exame de toque, e ainda 2 cms de dilatação, os batimentos do bebe estavam ótimos, mas meu colo do útero não estava querendo dilatar, foi então que o Dr. sugeriu a ocitocina, eu olhei pra Cris, perguntei o que ela achava, pois ocitocina é uma intervenção , e como não era o que eu havia planejado, fiquei insegura mas depois de tantas horas, muito cansaço e nenhum progresso , em equipe concordamos com a ocitocina, logo após as contrações começaram a ficar mais intensas e dolorosas, respirava fundo quando elas vinham, estava com muito sono, e tentava de todas as maneiras achar uma posição confortável para que eu pudesse ficar, fiquei sentada na bola e me debrucei na cama, dormi mais um pouquinho, a Cris botou bolsa térmica, pra aliviar mais as dores.

 As dores começaram a aliviar, as contrações começaram a se distanciar novamente, por volta das 7 da manhã, nada havia mudado, o Dr. Fernando conversou com a gente e sugeriu a analgesia, em tentativa de o colo do útero relaxar e assim dilatar, eu por fim, já cansada, ansiosa, triste, comecei a chorar, chorei muito, de soluçar, o Dr. Fernando sentado na minha frente, junto com a Cris e meu marido, me perguntou o que eu estava sentindo, eu disse que estava muito triste, pois não estava acontecendo nada do que eu havia planejado, o meu tão sonhado parto natural, sem intervenções nenhuma, estava indo pro brejo, estava me sentindo uma fracassada. Eles com todo carinho, me mostraram que tudo que podíamos fazer ia ser feito, e para mim ter chegado até ali, eu já era uma guerreira, pois em nenhum momento eu jamais desisti do parto normal, pois sabia que era o melhor, para mim e para o bebê, mas naquela hora, já era hora de tentar mais uma intervenção, pois já haviam se passado horas, e o Pedro era prematuro, apenas 35 semanas e 4 dias, então com todas as palavras de conforto que me disseram, eu concordei com a analgesia!  

O Anestesista veio até o quarto, depois de várias picadas até a anestesia pegar, fiquei tonta, enjoada, me deitei um pouco, me deu um pouco de dor de cabeça, enfim, varias sensações ruins depois daquela anestesia, meu marido foi tomar café e a Cris ficou comigo, depois quando ele voltou, foi a vez dela. Quando ela voltou, vi ela, o Dr. Fernando e meu marido conversando na porta, eles entraram e junto conversaram cmg, O Dr. Fernando disse que nada havia mudado, e agora tínhamos que pensar na segurança do bebe, e o melhor era a cesárea, já tínhamos feito tudo, agora só nos restava a cesárea, isso era por volta 8.30 ou 9 horas ( a gente não se liga muito em horário nesse momento), eu como estava muito exausto, tinha sido uma longa noite, depois daquela analgesia, me senti sem forças, fiquei mal, não conseguia mais ir em frente, e também a preocupação com o bebe era grande, optei também pela cesárea, o Dr. disse que quanto o Pedro estivesse nascendo, ele faria algo diferente, abaixaria o pano azul da minha frente para que eu pudesse ver ele nascer.

 Com aquela decisão, começaram os preparativos, a Cris foi se trocar, e meu marido aguardar para que quando estivesse tudo pronto chamassem ele para assistir, me levaram para o centro cirúrgico, a equipe foi muito prestativa, me deixaram bem tranqüila, me deitaram na cama, e foram preparando tudo, inclusive começaram a me dopar, hahaha, depois de aplicado os anestésicos,  senti muitooo enjôo, me deram remédio pra aliviar, mesmo assim ainda estava muito forte, e me deram mais uma dose de remédio, nessas alturas já não sentia mais minha perna, meu marido já estava sentado ao meu lado, segurando a minha mão, e a Cris sentada mais atrás, tirando fotos, ahh senão fosse a câmera dela, pois esquecemos a nossa, hahaha... Quando o Pedro estava prestes a nascer ( 9:54 am), baixaram o campo azul para que eu visse, e lá nasceu o nosso Pedrinho, foi muito emocionante ver o meu pequeno nascer, logo trouxeram para eu beijar e o levaram para os procedimentos normais e meu marido foi junto.

 Meu marido voltou logo depois, disse que ele tinha nascido com 2.745kg e 46 cm, mas senti que ele estava apreensivo e abalado, a pediatra veio até nós, eu perguntei cadê o meu filho, eu quero ver ele, mas ela logo respondeu que aonde ele estava não deu pra passar na porta pra ela levar ele lá, eu não entendi, mas então perguntei se ele estava bem, ela me disse que sim , mas que ele estava indo para neonatal para alguns cuidados. Os procedimentos em mim terminaram, a Cris se despediu, coitada ela estava super cansada, e tinha que ir pra casa descansar NE, o Dr. Fernando também se despediu e então me levaram para a recuperação. 

Meu marido ficou comigo, eu estava ainda dopada, estava com muito sono, ele ficou ali do meu lado o tempo todo, eu perguntava do bebê e ele me confortava dizendo que estava tudo bem, ele era prematuro e tinha que ter alguns cuidados. Depois que melhorei mais das reações, sugeri que ele fosse pra fora, ligar pros parentes que ainda não sabiam de nada, mas só que se ele saísse ele não entrava mais, ele ficou preocupado em me deixar sozinha, mas eu insisti que ele tinha que avisar, quando enfim fui liberada da recuperação fui para o quarto, ele já estava me esperando, fiquei angustiada por o meu bebe não estar ali comigo,  meu marido foi ver o bebe La na neo, quando ele voltou ele não me dava muitas noticias, só disse que ele teve uns probleminhas mas a pediatra iria mais tarde La conversar comigo.

 Mais tarde ela apareceu e me deixou por dentro da situação do Pedro, fiquei abalada e triste, mas o que eu podia fazer, só queria que ele se recuperasse e sabia que lá ele estaria sendo bem cuidado. Bom esse é meu relato, só um pouco grande NE? Hahahah, não tem como contar um acontecimento desses em 5 linhas NE? Pedro ficou 8 dias na UTI neonatal, e hoje, quase dois meses depois, esta aqui comigo, gorducho, mamando exclusivamente no peito, nosso anjinho!!

Meus agradecimentos primeiramente á Deus, por tudo que ele tem feito por nós, pela força que ele me deu nesse momento, por ter me confortado nas horas de angustia, quando eu chegava em casa e meu bebezinho não tava lá comigo, por ter protegido o Pedro e ter me dado esse tão precioso ser, e por essa prova que tivemos que passar, aprendemos muito com tudo isso!

 Obrigado Senhor.

Ao Meu Marido Sérgio, meu amor, companheiro, o melhor pai do mundo! Que diante á toda aquela situação, se manteve forte para que eu não percebesse, sei que não foi fácil pra ele, ver o Pedro em dificuldade e não poder fazer nada, Obrigado amor por estar ao meu lado nesse momento, você é muito importante para mim! Te amo hoje e sempre

A minha querida Cris doula, pelo carinho, dedicação, você foi fundamental para nós, um verdadeiro anjo em nossas vidas, obrigado por toda a sua atenção e por ter me aturado naquela situação, te desejo muita saúde para continuar esse trabalho lindo que você faz. Obrigado por tudo Cris, que Deus te abençoe.

Ao Dr. Fernando Pupin, pelo carinho e atenção, apesar de nos conhecer muito pouco, você é um profissional excelente, obrigado pela paciência, Que Deus te abençoe, para que muitos e muitos bebês ainda venham á nascer através de você!Obrigado

E claro, á minha família, que na qual, venho pedir desculpas por não ter avisado quando tudo começou, pois como já era muito tarde da noite, não queria preocupar ninguém, pois trabalho de parto é algo que demora mesmo, sabia que se avisassem vocês, iriam se jogar de imbituba para Florianópolis na mesma hora, hahahah! Agradeço á todos vocês querida família, que me ajudaram, estiveram comigo na minha recuperação, me confortaram! Em especial minha vó Luiza, Minha mãe Gisele, Minha sogra Edna, e minha tia Vaninha, obrigada á vocês por tudo! Amo vocês Família!!!!

Obrigado á você que teve paciência e leu esse relato! Rsrs

Beijos,
Andrielly bento Vieira (Pedro a mamãe te ama muito)

Andri, acredite, você foi uma guerreira. Fez tudo o que pode mas infelizmente o corpo não estava no timing certo, a bolsa rompeu, as contrações existiam mas não o suficiente, e nem com a ocitocina houve progressão. Naquele momento que todos nós conversamos, para decidir se continuávamos esperando ( já que o Pedro estava bem) ou se era a hora da cesárea, sei que vocês fizeram a melhor decisão. Aliás, não era nem o tempo do Pedro, que teve bastante dificuldade para se adaptar no novo mundo, foi tudo feito no momento certo. E olha  que o Fernando me conhece e viu o quanto fiquei chateada com a situação, o Fernando sabe o quanto eu questionei ele naquele dia rsrsrsrsr ( coitado!). Mas tenha certeza, foi tudo como deveria ser. E hoje ele está aí, saudável e perfeito.





Beijos
Cris De Melo
Doula!

A exatamente 1 ano atrás..... Nascia Ian !

A exatamente um ano atrás, eu estava ao lado da Simone, desde o meio-dia acompanhando as contrações, respirando junto e ajudando no que ela precisasse. Foi um dia longo, onde ela precisou de muita concentração e dedicação, e trouxe Ian para o mundo por volta das 22 horas da noite.
Nossa, Simoneee já passou 1 ano, parece que foi tudo mês passado. Parabéns pelo primeiro aninho de vida do seu anjo, te vejo em breve. Amo vcs!

A Simone me contratou com 37 semanas de gestação, já tinha feito curso para gestantes mas sabia da importância da doula no momento do parto! A maternidade escolhida é campeã em cesáreas em Florianópolis, então eu me preocupava se iriam respeitar as vontades dela.

Estava conversando na terça-feira a noite com a Simone pelo msn ( 40 semanas e 6 dias) , quando ela disse que tinha uma dorzinha na bexiga, e a barriga ficava dura.. Pedi para que contasse essa dorzinha 4 vezes, intervalo e duração.

Eu sabia, eram contrações, ela estava no início do trabalho de parto! Ficou eufórica! Recomendei que jantasse e fosse dormir, para estar descansada para a fase ativa! Ela foi, e de madrugada as contrações ficaram mais intensas, mais frequentes... Ela foi lidando!!!

As 8 da manhã de quarta-feira foi consultar com a Dra. Roxana ( que nem era Obstetra dela, mas como a Simone estava achando que tinha perdido liquido, pedi pra Rox encaixa-la na agenda.) Lá foi verificado que ela estava com 3 cms, e descolaram a bolsa!!!!

Aí as contrações ficaram mesmooo intensas, a Simone me ligou as 10:30 pedindo pra ir pra lá!
Me arrumei, deixei Sofia com a titia, e cheguei perto do meio-dia! Já começamos a trabalhar, esquentei a bolsa térmica e amarrei no baixo-ventre, onde doía mais!

Sugeri que ela tentasse almoçar, e ela conseguiu comer uma salada!!! Foram mais umas horinhas, sugeri que entrasse no banho, fomos e lá ficamos por 1 hora e meia, ela amoooooooooou. A cada contração massagem na lombar, pois estava doendo bastante ali!

As contrações ficaram de 3 em 3 minutos, depois de 1 hora e meia assim, nos preparamos, ela tomou um copo de vitamina de morango e fomos para a maternidade!!

Chegando lá, 5 cms de dilatação, bolsa bem protusa, fomos pro cardiotoco por 20 minutos, deitada do lado esquerdo! Coração do bebê excelente!!!!!! Logo no fim do exame, PLOF, bolsa rompeu, líquido claríssimo!!!

Fomos para a sala de parto ( centro cirúrgico) , enquanto eu trocava de roupa chegou o anestesista pra dar analgesia, Simone avisou: NÃO QUERO!!! Logo depois a Tec Enfermagem pra colocar o sorinho, ela disse: NÃO QUERO!!! Cheguei e ela estava mandando, isso aí!!!!!!

Começamos o trabalho, exame de toque e 9 cms de dilatação, mas o bebê ta alto!
Trocou plantão, lá veio a médica achando estranho, DOIS acompanhantes??? Consegui com o outro médico que autorizasse a minha entrada junto do pai!

Isso foi as 19 hrs, as 20 hrs, nada desse centimetro dilatar, a mamãe estava a mais de 1 hora tentando urinar, bexiga muitooo cheia, não conseguia. Médica começou o terrorismo, queria mandar pra cesárea. Sugeri então que passassem uma sonda de alívio!!! Que beleza, Simone sentiu apenas alívio!!!! Nas contrações o bebê foi descendo!!!

Aí, as 21 hrs as contrações foram espaçando, e ficando mais fracas! Simone não conseguia empurrar porque a contração não ajudava! A Médica sugeriu só um pouco de ocitocina pra ajudar, e naquele momento achamos que era mesmo o melhor, pois já tinha se passado a 1 hora que ela deu de LIMITE para nós, e ia mandar Simone pra cesárea!!

Ocitocina e mais trabalho, contrações mais intensas, de repetende, de cócoras no meio de uma contração ela fez força, me abaixei para ver e VI: Ian está coroando finalmente!!!!
Chamei a Dra, arrumamos o campo na escadinha da maca, papai sentou, mamãe sentou na frente, e doula filmando!!!!

E foi quando a mágica aconteceu, Simone estava pronta para empurrar, contração forte e bexiga vazia, na primeira força Ian nasceu pesando 3.650 kgs e 50 cms, com apgar 9/9!!!!!!!!
Foi direto pro colo da mãe!!!!! Simone nem acreditava que tinha conseguido, e além disso, que tínhamos conseguido TEMPO para continuar!!!

Foi tudo muito lindo, conforme ela pediu, NÃO foi realizado epsiotomia de rotina, ela teve laceração pequena e tomou so 5 pontinhos!!!!! Logo depois Ian foi pro colo mamar, ficamos na recuperação 1 hora e fomos para o quarto! Ele dormiu e ela foi direto comer, esperando pra tomar banho! Todos perfeitos e prontos para irem para casa!!! A doula, exausta, após 12 horas de trabalho intenso, mas IMENSAMENTE FELIZ!!!!!!!!!!!!!

Simone e João, MUITO obrigada por terem me escolhido para acompanha-los nesse momento incrível, muito obrigada pela confiança que vocês demonstraram! Que Deus abençoe vocês!!!

Cris De Melo
Uma Doula Ocitocina!!!!!!!!!!

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O Medo do parto natural, grande inimigo da Gestante!


Gente, é comum a mulher ficar ansiosa, e ter medo do parto, mas é extremamente importante que a gestante se informe, leia e entenda que o Parto é um processo NATURAL e que é um momento único e mágico. O medo do parto é o principal motivo que leva as mulheres a optarem por uma cesárea desnecessária, pedidos de analgesia e outras intervenções desnecessárias.


Quando a paciente é informada e consciente ele passa mais segurança para o obstetra que vai atender ao parto, principalmente os médicos mais inexperientes que também ficam inseguros com o parto normal. Além disso a mulher suporta a dor com maior facilidade, tem um trabalho de parto mais fácil e com menos chances de complicações.

Por isso se você é gestante procure um grupo de gestantes próximo, no Brasil temos GAPPS
( grupo de apoio ao parto do principio) que são grupos com encontros mensais e gratuitos que preparam o casal para o parto e pós-parto. Como encontrar um próximo a você : (http://www.partodoprincipio.com.br/conteudo.php?src=gappperto&ext=html)

Além disso procure uma doula próxima, ela também vai prepará-los para esse universo da maternidade, além de estar presente no parto dando apoio físico e emocional, e incentivando, tirando dúvidas etc.
 ( www.doulas.com.br/associadas.html)

Encontre um médico a favor do Parto Humanizado, hoje isso é muito mais fácil, em comunidades do Orkut você encontra excelentes indicações de profissionais ( Comunidades: Apoio a gestantes Parto Normal, Mães de Florianópolis, Pediatra Radical, Gravidez parto e Maternidade, etc)

Se não encontrar, envie um email para as doulas de sua cidade que elas com certeza poderão te indicar profissionais. Assista a vídeos de Partos Humanizados, no Youtube temos vídeos maravilhosos hoje, leia relatos de Partos, e jogue fora todas as besteiras que ouvir, pessoas leigas costumam falar coisas que não são verdades e isso só apavora !!

O parto é um momento único, tanto para você quanto para o bebê, não abra mão dessa experiência por medo, pesquise, leia, estude, aprenda. Você tem 9 meses para se preparar para a chegada do bebê e essa preparação é física, emocional e psicológica.E não apenas sobre qual será a cor do quarto do bebê!!

Documentários que recomendo: Orgasmic Birth mostra que o parto pode ser prazeroso que pode ser orgásmico, parto não é sinônimo de dor: http://www.youtube.com/watch?v=h5bm9-B6Ec4

O documentário da Dr. Melania Amorim Obstetra, que pode ser assistido no Youtube http://www.youtube.com/watch?v=T_c9FwVlVw4

Fonte: http://crisdoula.blogspot.com/2010/12/o-medo-do-parto-normal-grande-inimigo.html
Cris De Melo
Téc. Enfermagem, Mãe
& Doula!

Por que esperar 1 ano para dar leite de vaca ao bebê ??




Não é difícil encontrar mães que são orientadas a dar leite de vaca em caixinha, ou saquinho, para seu bebê. Muitas vezes, logo nos primeiros dias de vida.
Diferentemente do que acontece no Brasil, a Academia Americana de Pediatria (APA) costuma monitorar e analisar questões nutricionais relacionadas ao uso de leite de vaca integral para lactentes.
Á partir desses estudos, a APA recomenda que crianças menores de 01 ano fiquem longe do leite de vaca integral (inclua-se aí  o leite ninho).
A  primeira opção  deve ser sempre o Leite Materno.
Apenas na ausência da amamentação materna deve-se escolher, com ajuda profissional, uma Fórmula infantil apropriada.
Os motivos para evitar o leite de caixinha, leite UHT, leite de saquinho, enfim, o leite de vaca integral,  são os seguintes:
→ O bebê não possui capacidade gástrica para digerir a proteína do leite integral.
Por isso, a recomendação de diluir em água.
Contudo, essa prática pode trazer novos problemas, como desnutrição (por diluição mal feita), e baixa oferta de gordura.
Pelo mesmo motivo, o leite desnatado é contra-indicado aqui no Brasil. Nos EUA, os pediatras recomendam quando notam obesidade á vista.
Durante a diluição, pode acontecer contaminação, expondo a criança ao risco de infecções intestinais, diarréias e consequente intolerância á lactose provocada pelo desarranjo intestinal.
→ A quantidade de proteína no leite de vaca pode prejudicar o funcionamento dos rins.
O leite de vaca possui 3 vezes mais proteína que o leite humano. Devido a essa característica,  o leite integral acidifica o pH sangüíneo.
Também sobrecarrega os rins, quando consumido diariamente.
→ Crianças alimentadas com leite de vaca integral apresentam baixa ingestão de nutrientes como   ácido linoléico,  zinco, ferro e vitaminas C e E.
O ácido linoléico é essencial para o desenvolvimento do Sistema Nervoso Central do bebê.
Os ácidos araquidônico (ARA) e ácido docosahexaenóico (DHA), são vitais para o desenvolvimento visual e cerebral.
Encontrados no leite materno, estão ausentes no leite de vaca.
As Fórmulas infantis, pesquisadas pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, em 2010, apresentaram quantidades de ácidos graxos bem abaixo do estabelecido obrigatoriamente para as indústrias.
→ Por outro lado,  ocorre a ingestão excessiva de sódio, potássio, proteínas e cálcio.
O excesso de sódio pode acarretar em retenção de água e desidratação.
O excesso de cálcio pode prejudicar a absorção do ferro.
O excesso de proteínas do leite de vaca pode desencadear alergia ao próprio alimento.
Essa alergia pode manifestar-se através dos sintomas mais variados, que vão de tosse, problemas de pele, problemas respiratórios, vômitos que se confundem com refluxo gastroesofágico, problemas intestinais, sangue nas fezes, etc.
 O Leite de vaca possui fatores imunológicos que não servem para os bebês humanos, funcionam apenas com os da mesma espécie.
O leite materno sim, é bem completinho.
Possui fatores de defesa,  divididos em quatro grupos: antimicrobianos, anti-inflamatórios, imunomoduladores e leucócitos (neutrófilos, macrófagos e linfócitos).
Quer dizer, diminui ou afasta totalmente o risco de inflamações, infecções, alergias ou intolerâncias ao próprio leite, como acontece com o leite animal.
Segundo estudos realizados tanto no Brasil quanto nos EUA, como o da revista americana Today’s Parent, oferecer leite integral ao seu bebê pode ocasionar em sangue oculto nas fezes, devido a pequenos sangramentos intestinais. E daí para uma anemia ferropriva é um passo.
→ A fervura do leite integral destrói o ácido fólico presente no alimento.
Essa deficiência pode acarretar em anemia megaloblástica.
Como o bebê menor de 12 meses não possui ainda uma variedade muito grande de alimentos em suas refeições, a reposição do ácido fólico pode acabar comprometida.
Então, já sabe:
Na ausência do aleitamento materno, procure a fórmula infantil mais adequada, em parceria com o pediatra.
Leite integral x Farinhas
Com o leite integral diluído, para ajudar na digestão, os pediatras costumam indicar o acréscimo de farinhas industrializadas.
A questão é que praticamente todas as farinhas industrializadas, são impróprias para o consumo de bebês e crianças menores de 04 anos, devido as quantidades de sódio e açúcar que possuem.
Se o mesmo sódio, em grandes quantidades no leite de vaca, traz prejuízos, com a farinha, o risco é dobrado.
Se o motivo para a recomendação (de diluir),  for a condição social da mãe,  o correto é encaminhar para o serviço social da cidade em que mora, para que receba a fórmula infantil indicada, através de programas do Estado.
O “barato” que sai mais caro
O consumo de alimentos artificiais costuma desembocar na compra de outros ítens, necessários para completar a nutrição do bebê.
Como o leite de vaca carece de certos nutrientes, torna-se importante a suplementação com produtos químicos.
Da lata ou caixinha, para a compra de vitamina A, vitamina D, ferro e outros, há uma pequena distância. Aliás, não há distância alguma.
Soma-se a isso, a possibilidade do surgimento de determinadas doenças, ou mesmo reações alérgicas mascaradas pela falta de tratamento adequado.
Daí paga-se  pouco pelo leite, mas muito mais para manter o engano. Sem falar no bebê sempre assaltado por algum problema que “fazemos de tudo e nenhum médico descobre o que é”.
Outro ponto é o uso de suplementos para bebês que utilizam fórmulas artificiais, e não fazem parte de determinados grupos para o uso compulsório (prematuros, etc).
Quer dizer, se as fórmulas são elaboradas para substituir o leite materno, e possuem ferro, cálcio,vitamina A, e tudo o mais, para que mais suplementação artificial??
Bem, isso é assunto para outra conversa.
Fontes: