sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Britânica acorda de coma e descobre que havia dado à luz!!

Lisa Boland, 31, estava no quinto mês de gravidez quando foi internada com um quadro grave de gripe e entrou em coma.
Uma mulher britânica que entrou em coma durante a gravidez após contrair a gripe A (H1N1) surpreendeu os médicos ao dar à luz um menino saudável naturalmente enquanto estava inconsciente.


Lisa Boland, de 31 anos, estava no quinto mês de gravidez quando foi internada com um quadro grave de gripe em dezembro do ano passado.
Em pouco tempo, sua saúde se deteriorou e ela entrou em coma. Lisa foi ligada a um respirador artificial e ela e o bebê eram mantidos vivos por aparelhos.
Na maioria dos casos como esse, os médicos acabam retirando o bebê por meio de cesárea, mas o obstetra que visitava Lisa diariamente no hospital em Glossop, no centro da Inglaterra, optou por tentar deixar o bebê o máximo de tempo dentro do útero, para aumentar suas chances de nascer sem problemas.

BOLSA ROMPIDA
No início de janeiro, porém, durante um exame de rotina, a bolsa com o líquido amniótico de rompeu. Uma enfermeira percebeu então que a cabeça do bebê já começava a ficar visível e que ela estava em trabalho de parto.
"Todo mundo entrou em pânico. Uma enfermeira me contou depois que nunca tinha visto nada parecido, que poderia ter ouvido o barulho de uma agulha caindo no chão, porque todos estavam em silêncio, prendendo a respiração", contou Lisa à BBC.
"Eu estava paralisada, com um respirador artificial, então foi um choque para o pessoal do hospital", disse ela.
Como a mãe estava inconsciente, sem capacidade de fazer força, o bebê foi retirado a fórceps.
"O médico ficou pasmo, disse que em 23 anos nunca tinha visto nada parecido, nunca tinha visto alguém em coma dar à luz naturalmente", contou ela. "Ele disse que foi também a primeira vez que fez um parto de terno e gravata, porque não teve tempo para nada, foi tudo uma correria", disse.

DESENVOVIMENTO NORMAL
Samuel nasceu 12 semanas antes da data prevista e teve que passar cinco meses no hospital até ser capaz de ir para casa. Apesar de ser pequeno para a idade, o menino tem um desenvolvimento normal e não aparenta ter nenhuma sequela.
Lisa acordou somente no dia 15 de fevereiro, após mais de dois meses em coma e mais de um mês após o nascimento de Samuel.
Os médicos previam que ela só conseguiria voltar a ter uma vida normal depois de pelo menos seis meses, mas ela surpreendeu a todos novamente ao se recuperar em poucas semanas.

Segundo ela, o filho que ela só soube que tinha nascido ao acordar do coma foi sua maior motivação na fase de recuperação.

Porque parto é instinto e não raciocínio! Como ela estava em coma apenas o corpo funcionou, e não a mente, ela estava com a parte responsável pelo raciocínio chamado neo-córtex totalmente desligado, como ele deve ficar em todos os partos. Aliás segundo o obstetra Michel Odent essa é a grande diferença entre os partos humanos e os partos animais, nós raciocinamos demais,  e isso não deve acontecer no parto.

Fonte: 
http://www1.folha.uol.com.br/bbc/962128-britanica-acorda-de-coma-e-descobre-que-havia-dado-a-luz.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário