quarta-feira, 20 de julho de 2011

Brincar de jogar o bebê para cima pode ser perigoso!

Mãe brincando de jogar o bebê para o alto
Como é gostoso ouvir uma gargalhada de um bebê que é jogado para cima e volta para as mãos seguras da mamãe, do papai ou de quem quer que seja que esteja cuidando do pequeno. A vontade é de gargalhar junto. Essa brincadeirinha que parece tão inofensiva pode não ser tão tranquila assim. Calma. Vamos explicar. Principalmente até os dois anos de idade, a cabeça das crianças é grande em relação ao seu corpo e os menores ainda têm o pescoço mole, sem a musculatura bem desenvolvida. Ao fazer um movimento de jogar para cima e depois pegar ou movimentos bruscos, como chacoalhões ou sacudidas, faz com que o bebê realize um movimento extremo de aceleração e desaceleração da cabeça, podendo ocorrer graves lesões cerebrais e, em casos raros, até a morte. Existe até um nome para isso: Síndrome do Bebê Sacudido (SBS).


Entre o cérebro e o crânio da criança existe um pequeno espaço para o crescimento e desenvolvimento da massa encefálica. Quando se sacode a criança, o impacto pode provocar lesões e o inchaço do cérebro. De acordo com o Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (EUA, 2007), de 25% a 30% de crianças vítimas dessa síndrome morrem e apenas 15% sobrevivem sem qualquer sequela. Podem ocorrer hemorragias cerebrais e oculares que podem levar a cegueira, convulsões, vômitos, letargia, retardo mental, problemas motores e até paralisia e dificuldade de aprendizagem.


Além de brincadeiras inocentes, a SBS pode denunciar maus tratos por parte dos cuidadores. Alcoolismo do adulto, pais muito novos e estresse podem ser um dos fatores que levam o bebê ser sacudido violentamente. Um dos gatilhos mais fortes para os chacoalhões é o choro prolongado dos bebês. Os pais não conseguem confortar o bebê que chora normalmente de duas a três horas por dia e na tentativa de cessar o choro sacode a criança bruscamente.
Existe outro motivo aparentemente inofensivo que pode ser perigoso: quando o bebê engasga. Na tentativa do bebê soltar o leite e fazê-lo respirar novamente, os adultos sacodem o pequeno desesperadamente. Caso isso ocorra, vire o bebê de lado com a cabeça um pouco mais abaixo que o tronco.


Nesse caso, prevenir é o melhor remédio. Evite brincadeiras que coloquem seu filho em risco. Nunca o jogue para cima, brinque de cavalinho com movimentos bruscos ou chacoalhe para chamar a atenção. Ninar, balancear e fazer carinho, sim e sempre.


2 comentários:

  1. iApesar de não ter ter tido conhecimento disso antes, nunca joguei minha filha pro alto, afinal, quem consegue jogar um bb de 15 quilos?

    ResponderExcluir
  2. Acho muito importante você ter comentado isso, especialmente quando você citou o caso do engasgo. Isso chama a atenção para que os pais busquem informações sobre como agir nesses casos (salvo o engano, acredito que haja um post aqui sobre isso). É muito triste quando vemos o que pode acontecer, conheço o caso de uma família que passou por isso, o bebê engasgou e na tentativa de salvá-lo o pai sacudiu. Acontece que a criança teve problemas por isso, hoje convive com a paralisia cerebral e os pais estão tendo que provar na justiça que tudo não aconteceu por maus tratos. Como se já não bastasse a dor de saber que, mesmo não sendo intencional, foi ele que causou a PC do filho.

    ResponderExcluir