quinta-feira, 7 de abril de 2011

Relato do Parto da Regiane, por ela mesma!!



Tudo começou quando decidi engravidar novamente após 12 anos do nascimento do Lucas.  Meu atual marido, o Henri não tinha filhos e, desde que passamos a morar, juntos ele dizia o quanto desejava ser pai.
 
No começo eu relutei um pouco, pois começar tudo de novo após 12 anos não é uma decisão assim tão fácil! Mas aos poucos fui me empolgando com a idéia de ter um bebezinho novamente, principalmente porque tinha certeza do amor que sentia pelo Henri e de que ele seria um ótimo pai! Intimamente depois de algum tempo já havia tomado a decisão! Afinal, seriam alguns planos que teriam que ser adiados, a vida reorganizada, enfim, seria uma bela revolução!
Resolvi não contar minha decisão para ninguém, nem pra família e muito menos para o Henri, com exceção do Lucas, que sempre quis ter um irmãozinho. Este seria nosso segredo!
Em novembro de 2009 tirei o DIU e em maio de 2010 aconteceu o esperado: Eu estava grávida!!! Eu não acreditava! Fiz duas vezes o teste de farmácia e depois o de sangue e todos com resultados positivos!!! Eu e Lucas pulamos e gritamos de alegria!
Depois disso foi só festa, contamos para o papai e depois para toda a família, estávamos todos radiantes com a novidade.
A gravidez foi relativamente tranqüila, a única coisa que me atormentava era o medo do parto. O Lucas nasceu de parto normal no Japão e fui muito desrespeitada nesse momento pelo hospital de lá e a equipe que me atendeu. Senti muita dor e logo após seu nascimento tinha decidido que não passaria por aquilo de novo...
Eu cheguei a ter crises de pânico quando pensava no momento do parto da Nicole, mesmo assim não queria abrir mão do parto normal, não queria que minha filha nascesse através de uma cesárea, a não ser que realmente fosse necessário. Aliás... fiquei apavorada quando descobri que a maioria das mulheres defendem a cesárea com unhas e dentes!!! Cheguei a ser muito criticada quando dizia que queria muito ter parto normal! Me chamavam de maluca e sempre ouvia uma desculpa (que eu já sabia que era infundada!) dessas pessoas justificando a opção pela cesárea...Penso que o natural é sempre mais saudável, para os dois: mamãe e bebê, além do mais, acho que se amamos tanto essa criaturazinha que carregamos e protegemos durante 9 meses, para que não optar pela melhor opção??? Para que privá-la de enfrentar o seu primeiro desafio na vida, o seu nascimento na SUA HORA??? Acredito também que tudo isso terá influência no resto da vida desse bebê.
Mesmo sabendo que poderia ser diferente dessa vez... era um sentimento mais forte do que eu...conversei com muitas pessoas e meu coração não se aquietava, foi quando decidi que precisaria de ajuda para enfrentar tudo isso. A princípio tomei duas resoluções: eu ia preparar o meu corpo  e me informar o máximo sobre esse momento. Durante toda a gravidez pratiquei exercícios físicos: hidro, caminhadas, RPG, bola suíça, exercícios de períneo, etc, além de devorar diariamente muitos artigos e vídeos sobre partos.Aprendi muitooooo!!!
Foi assistindo um desses vídeos que conheci o trabalho da Cris como Doula, que até então, eu nem sabia que existia esse tipo de profissional. Entrei no blog dela e ameiiii tudo, me identifiquei logo de início com o que vi! Além de sentir uma afinidade e uma segurança tão grande com ela (mesmo sem nos conhecer!!!) Acompanhei o blog durante algum tempo, conversei com meu marido sobre o trabalho dela e após conhecê-la pessoalmente fechamos na hora o acompanhamento!
        
As nossas conversas me tranqüilizaram bastante e aos poucos fui adquirindo autoconfiança para passar pelo parto. No fim da gravidez, já me sentia super preparada e sabia muito bem o que queria naquele momento: respeito! Não queria episio, anestesia e ocitocina, a não ser que realmente fosse necessário.
Com 38 semanas troquei de obstetra, pois o médico que me acompanhou no pré-natal (meu médico desde adolescente!) era de Itajaí e não poderia realizar o parto em Floripa, onde eu tinha optado. Foi quando o Dr Luiz Henrique apareceu em nossa vida, como que se enviado por Deus! Adorei a maneira tranqüila, atenciosa e carinhosa com que nos atendeu, deixei claro o que eu queria e prontamente ele concordou com tudo.
Com 41 semanas, eu já ansiosa e nada da Nicole nascer. Já fazia um mês que estava com o colo do útero bem mole e com 3 cm de dilatação. Eu queria que ela desse o sinal de que estava pronta, não queria apressar nada, mas sabia também que era arriscado esperar muito. Nesta semana, quinta-feira (03/03), por sugestão da Cris, resolvemos descolar a bolsa, realizamos o procedimento lá na Clínica Jane mesmo, foi bem chato e desconfortável. O Dr Luiz nos mandou caminhar e me manter ativa para ver se as contrações começavam. Às 18 horas nada de sinal da Nicole! Hehehe Voltamos para a Clínica, onde a Cris nos encontrou logo depois e decidimos que se até a próxima segunda-feira (07/07) ela não nascesse, iríamos induzir o parto com misoprostol(medicamento colocado no colo do útero  que libera um hormônio sintético para início do trabalho de parto)
Era final de semana de carnaval, eu cada dia mais ansiosa e louca pra ver a carinha de minha princesa... Caminhei bastante e até saímos no domingo de carnaval e nada!!!
Na segunda, com 41 semanas e 4 dias, acordei bem disposta, tomei um banho bem demorado e terminei de arrumar as coisas para levar para a maternidade. Almocei bastante pois sabia que precisava estar forte e com bastante energia para o que nos esperava. Às 14 horas pegamos a Cris em sua casa e fomos para Jane. Era o dia perfeito! Um sol maravilhoso, transito nenhum na expressa e maternidade praticamente vazia! Chegamos lá e já encaminhamos a papelada para a internação e fomos para o quarto. Eram aproximadamente 15:30 quando o Dr Luiz Henrique verificou a dilatação: ainda 3 cm, colocou o misoprostol e indicou que eu deveria caminhar e não ficar parada. Disse que já estavam preparando a banheira para tentarmos o parto na água. Subimos e descemos aquelas rampas e escadas da Jane várias vezes!!!!rsrsrs
Até que as 17 horas comecei a sentir as contrações, de 5 em 5 minutos, embora um pouco irregulares. Fiz bastante exercícios na bola, inclusive foi o local onde mais me senti confortável em todo o TP! Tomei um lanche, fiz mais exercícios, a Cris me fez uma massagem maravilhosa e depois veio a janta . Eu sentia muita vontade de comer, sabia que era necessário.
As contrações começaram a ficar mais próximas, de 4 em 4 minutos, foi quando a Cris sugeriu  o chuveiro. Adorei aquela água quentinha nas minhas costas! Aliviou bastante! Quando saí do chuveiro  eram umas 20 horas, contrações de 3 em 3 minutos, o Dr Luiz veio me ver e qual foi meu desânimo quando ele falou que estava apenas com 5 cm de dilatação e que a previsão era dela nascer lá pelas 2 hrs da manhã do dia seguinte e me orientou a caminhar mais para acelerar... Só olhei pra Cris e me deu vontade chorar! Falei que eu não ia agüentar mais tanto tempo, era uma contração atrás da outra e eu mal conseguia ficar de pé quanto mais sair pra caminhar! Ela gentilmente me disse pra ter calma e fazer o que eu tinha vontade. Resolvi ficar me exercitando na bola. O Henri colocou uma música bem relaxante e a Cris o ensinou a me fazer uma massagem que aliviava muito as dores das contrações. Nossa ... posso dizer que essa massagem foi o determinante para eu não pedir a analgesia!
Uma hora depois eu já não conseguia nem conversar, estava já em outro mundo!!! Senti a Cris me abraçar e me beijar quando vinham algumas contrações... q sensação boa!!! Foi quando o Dr Luiz voltou e surpreso falou que já estava com 9 cm!!! Eu tinha dilatado 4 cm em uma hora!!! Fiquei muito feliz e já sentia que já estava quase acabando, mas enquanto isso as contrações eram freqüentes e eu sentia necessidade de me concentrar em meu próprio corpo, senão ia pirar!!! Voltei para a bola e foi quando senti a bolsa estourar e a Nicole descer bastante! Nossa! Que sensação ! Pouco tempo antes escutamos chegar outra mãe em TP, que foi direto para a Sala de parto, por isso teríamos que esperar a sala ser limpa e esterilizada novamente para que eu pudesse entrar. Eu estava em pânico porque já sentia vontade fazer força e não ia agüentar por muito tempo. Quando conseguimos entrar na sala a banheira estava cheia, porém, a água estava a 25°, muito fria para o bebê. Sentei na banqueta de cócoras e na primeira contração senti a Nicole descer mais um pouco. Foi quando o Dr Luiz chegou na sala e disse para eu deitar na cama para me examinar, já estava na hora! 10 cm! Pediu pra eu esperar um pouco pra ver se a água esquentava, a Cris me disse: “Regi, deixe o bebê nascer!”, foi o incentivo que eu precisava para me concentrar e deixar Nicole vir ao mundo! O Henri estava ao meu lado, me apoiando e me fazendo carinho, foi muito importante a presença dele naquela hora. A mesa foi arrumada de uma maneira bem confortável para mim e com duas contrações a Nicole nasceu! Linda!!! Enormeee!!! Com 3870g e 51,5 cm, Apgar 9/10.
  Por mais que eu tente, vai ser impossível descrever a emoção que senti naquele momento. Eu tinha conseguido!!! Senti muito orgulho de mim mesma e uma plena realização como mulher e mãe! Sem dúvida foi o momento mais feliz da minha vida!
Ela ficou por algum tempo em cima de mim, eu olhava e não acreditava que ela estava ali...olhei cada detalhe! Aquele cabelão lindo, a boca maravilhosa do Henri e do Lucas, a mãozinha, o pezinho... linda! Amamentei ela ali mesmo, enquanto o Henri me beijava e curtia a filhota também. Aliás, foi ele quem cortou o cordão umbilical da Nicole!

Enquanto isso, a Carla e a Vanessa do BCU – Banco de Cordão Umbilical faziam a coleta do sangue do cordão umbilical da Nicole, para congelarmos as células tronco. Sabemos que foi a decisão mais acertada investir neste seguro de vida para a Nicole e nossa família.
         
Quando a levaram para os cuidados com a pediatra, o Lucas entrou na sala, pra mim foi uma surpresa, pois não sabia que ele e minha família estavam ali. Eu olhei pra ele e a emoção foi ainda maior, choramos os dois e eu disse o quanto o amava! Naquele momento eu superei  tudo que tinha passado e abracei ele muito forte, sentindo-me a mulher mais feliz do mundo com a família maravilhosa e completa que tínhamos formado!
         
 Até hoje, não tem um só dia que eu não lembre deste momento. Me emociono e choro sempre que me pego pensando em tudo que aconteceu, como foi mágico e maravilhoso e me pergunto como a maioria das mulheres abrem mão de sentir tudo isso!!! Nosso corpo foi feito por Deus para suportar essa experiência e cabe somente a nós nos preparar para entender e tornar esse momento o mais lindo de todos!!
Agradeço primeiramente a Deus por me permitir passar por isso, por ter me ensinado tantas coisas com esta experiência. Ao meu maridão por superar seus medos também e poder compartilhar comigo o nascimento da nossa filha. Sua presença e carinho foram muito importantes para mim, te amo muito e a cada dia mais. A Nicole chega para fortalecer ainda mais nosso amor!

Agradeço também ao meu filhão Lucas, que agüentou paciente as variações de humor da mãe durante a gravidez, que cuidou da mãe e agora cuida com orgulho da irmãzinha. Te amo muito meu filho, muito mesmo.
  Ao Dr Luiz Henrique, por ser mais que um médico, um amigo, que nos respeitou e nos incentivou em nossas escolhas.

Obrigada a todos amigos e familiares que estiveram presentes em orações e pensamentos positivos.
E finalmente, tenho muito a agradecer a Cris, não tenho palavras para descrever o que ela significou para mim durante todo esse tempo, foi simplesmente maravilhosa! Suas palavras de carinho e sua atenção antes, durante e após o parto foram incríveis! Sua presença nos fez curtir plenamente esse momento porque sentíamos seguros com ela lá... quando eu desanimava, lá estava ela para me centrar de novo e me lembrar que faltava pouco para eu ter minha princesa comigo, que a cada contração era sinal de que ela estava mais perto, isso me dava forças para me concentrar nos sinais do meu próprio corpo. Ela me ensinou através dos artigos e vídeos exatamente o que ia acontecer e eu sabia que ela não deixaria nada nem ninguém nos fazer mal. Obrigada por tudo!!!
Eu estou ótima! Com 10 dias do parto já estava no meu peso normal,me sentia tão bem que nem parecia que tinha tido bebê a tão pouco tempo!
Hoje, Nicole completa um mês de vida! Está cada dia mais forte e inteligente e mama muito bem.Tenho certeza que esse tempo a mais que ela ficou  na barriga farão a diferença pelo resto de sua vida!
Beijos!!!  : )
Abaixo o vídeo do parto que a Cris montou e postou:
''Que lindoooooooooooooooooooooooooooooo relato, amei amei amei Nossa nem tenho palavras pra falar o quanto maravilhoso foi acompanhar a tua gestação, aquela noite que dormi na tua casa hahaha, e o nascimento da Nicole, tudo maravilhosooo. Muito obrigada por tudo!!!
beijooos,conte comigo, sempre''

Cris De Melo
Doula!

4 comentários:

  1. nnnnnnooooooossssssaaaa!!! cris vc precisa vir fazer meu parto ou eu vou pra floripa fazer aí.

    ñ me vejo tendo meu bb sem vc!!!


    me ajuda!!

    ResponderExcluir
  2. Hahahah marthinhaaaaaa deve ter doula na tua cidadeee, já falei isso hehe
    Se tu quiser vir pra cá tudo bem, aí te atendo!
    beijooooos

    ResponderExcluir
  3. Amei o relato! Me emociono com a emoção dos depoimentos que vc posta das gestantes! Parabéns!

    ResponderExcluir