sábado, 30 de abril de 2011

Hoje é dia de Sofia!!!!


A exatamente 4 anos atrás, as 13 horas, nasceu a minha princesa!!!! Foi o dia mais lindo da minha vida, chorei muito, ela sempre foi linda, alerta, e fico pasma de ver como ela já cresceu!


Então, Parabéns filha!!!!

Beijos a todos!

sexta-feira, 29 de abril de 2011

NASCEU Ana Clara, prematura de 34 semanas, de cesárea!!


Gente, esse é o relato mais difícil de escrever, porque hoje a minha doulanda é uma pessoa muitooo próxima de mim, é a minha IRMÃ! Desde quando a Mari engravidou ela já disse que eu acompanharia o parto dela, e ela queria muito um Parto Natural por conviver tanto com as minhas pacientes e ver como elas amaram parir.


A gravidez começou muito conturbada, ela é mãe solteira ( detalhes no blog dela www.maesolteirasejafeliz.blogspot.com) depois teve vários sangramentos, dores, e ficou muito tempo de repouso ( ela tinha um aborto espontâneo anterior, e tinha muito medo de perder o bebê).


Só lá pelo 5 mês, 20 semanas, que ela conseguiu começar a curtir a gravidez sem preocupações. Sempre cuidando para se alimentar bem, comidas saudáveis, lendo muito, e tentando aprender o máximo para a chegada da Aninha. E CLARO, explorando a Doula ( ela mora comigo) diariamente =)


Estavamos preparando tudo para a chegada da Ana Clara, prevista para o dia 10 de maio, a gestação toda sem nenhuma intercorrência, apenas estava bastante inchada. No dia 27 de abril, ela reclamou de dores, fui verificar a pressão e estava 140x90, pedi que repousasse de lado e meia hora eu verificaria novamente. A pressão ainda alta e muitos desconfortos. Ela ligou para Obstetra que pediu para que fossemos ao consultorio.


Ela examinou, pressão ainda alta, colo fechado, posterior, mas ficou bastante preocupada com a pressão. Receitou corticóide para maturar os pulmões do bebê e exigiu repouso absoluto do lado esquerdo, além de vários exames ( inclusive proteniúria) e um ultrason. Fizemos a medicação e fomos para casa.
Ela fez tudo direitinho, No dia seguinte ultrason, o peso era 2.200 e 44 cms, tudo bem com a Ana!
A pressão da Mariana oscilava muito, chegando a 15x11. Mais repouso, alguns exames ficavam prontos.
A noite ela começou a se sentir pior, verificamos a pressão, ainda alta, e levamos ela para a maternidade. Lá ela foi internada com pressão 170x90, e começou a receber sulfato de magnésio ( a médica do plantão e a do pré-natal desconfiaram de pré-eclâmpsia.


Mesmo com a medicação a pressão não baixava, muito dor de cabeça, formigamento, dor de estômago, vendo ''brilhinhos'', zumbido no ouvido, dor nas costas, etc. A noite toda foi assim ( minha mãe doula ficou com ela no período noturno), de manhã elas me ligaram. A Obstetra me aguardava para fazer a cesárea
 ( minha mãe não consegue acompanhar filha em cirurgia). A minha Querida Roxana mandou uma mensagem perguntando dela, e eu expliquei o que iria acontecer, e ela concordou que precisava nascer!


Fiquei ainda mais tranquila, não podíamos induzir porque o bebê precisava nascer para que a pressão diminuísse, Mariana corria risco de ter uma convulsão a qualquer momento, e com um colo desfavorável como o dela a indução não funcionaria.


Ao 12:40 Ana Clara nasceu, pesando 2.350 kgs e 43 cms, apgar 9/10, super corada, respirando sem dificuldade, chorou pouco, mas o suficiente para mostrar que estava bem. O momento foi lindo!
Como sou uma titia muitoooooooooo babona tirei várias fotos e filmei hehehehe, a Mari infelizmente teve os efeitos colaterais mais comuns da anestesia: coceira no rosto, rosto quente, enjôo, etc.
Tentei aliviar esses problemas o máximo possível, e fiquei todo o momento ao lado dela!


Depois Ana Clara foi para a UTI neonatal ( rotina para observação de bebês prematuros), e Mari foi para a recuperação. Fiquei um pouco com ela, e depois fui ver a Ana, que nasceu com fome e mamava 18 mls de leite artificial ( como ela não podia sair da UTI ainda, e a Mari não podia andar até lá, foi necessário dar o NAN, também porque ela estava com hipoglicemia, comum em prematuros ou bebês com baixo peso.)


Agora ambas passam bem, a Mariana se recupera bem da cirurgia, só que ainda não pode ver a filha, como ela está com uma sonda vesical ( para urina) ela não pode entrar na UTI, e precisa ficar com a sonda até amanhã para controle de diurese por conta da medicação.


A previsão é de que as duas ganhem alta juntas!


Nana, eu te amo, parabéns mamãe!
Pode deixar que eu vou te ajudar a cuidar muitoooooooooooooooo da Aninha =)


Cris De Melo
Mãe da Sofia que completa 4 anos dia 30 de abril =)
E Titia babona da Ana Clara, que mora comigo =) 
Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Absurdos no atendimento das maternidades no Brasil!




Isso já aconteceu comigo, quando acompanhei um parto em 2006, era época dos jogos da Copa, e o médico queria assistir ao jogo deixando várias parturientes sem cuidados. Após muito esforço ele vem, o bebê por pouco não nasceu ali, na cama!


Esses descaso por parte dos profissionais tanto médicos, enfermeiros e técnicos nos hospitais é muito comum, e não é só no SUS não!


Cris De Melo
Doula!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Programa da Xuxa com grávidas!




Eu não assisti na televisão, mas achei esse link hoje e achei bem interessante ver como as mães, inclusive as famosas que tem todos os tipos de meios de informação possíveis, ainda estão desinformadas.
Ri muito com o comentário da Heloisa Perissé no programa.


Recomendo.


Cris de Melo
Doula!

Relato de um parto inusitado( Escrito pela Mãe)


. Desde o começo de minha terceira gestação disse à médica que queria parto normal e se possível sem anestésicos. Com 39 semanas e 4 dias na consulta ela "resolveu" fazer a cesárea naquele dia, pois eu apesar das contrações leves Vítor não estava encaixado e não havia qualquer sinal de dilatação. Isso tudo, segundo a médica, às 8:30 do dia 23/12.


 Ela ligou para sua assistente e tentou marcar a cirurgia para às 10h, mas como ela não podia foi marcado o parto para as 14h desse mesmo dia (23). Depois disso fui autorizar a guia (contrariada) dirigindo por Ribeirão Preto, num calor de lascar e fui para casa tomar um banho e pegar as malas minha e do bebê. Era para ser internada ao meio dia e pensei em ir guiando, e após o parto minha irmã nos traria para casa... Como as contrações aumentaram resolvi ir de táxi.

Chegando na maternidade às 12:10 a internação demorou muito (40 min) que liguei para a médica solicitanto um remédio para dor, ela ligou para o hospital e ordenou que me internassem imediatamente. E a surpresa foi que ao subir ao quarto e após me trocar, a vontade de fazer cocô foi intensa e quando me sentei no vaso, como um estouro de champagne o tampão mucoso saiu e gritei para as enfermeiras me deitarem pois o neném tava nascendo. Ouvi apenas um "Calma, não tá não..."

 Fui deitada na maca a caminho do centro cirurgico. E eu sentindo a cabeça dele saindo disse , ele tá nascendo agora. Ele tá nascendo!. Incrédulos pediram para um médico que estava passando no corredor dar uma olhada e bingo, Vítor estava a caminho. O médico deu uma ajeitadinha no ombro dele e eis quem surge entre minhas pernas berrando! Foi lindo, foi rápido, foi maravilhoso! Ficaram tão atônitos que ninquem sabia ao certo a hora exata do parto. Colocaram 13:30...

Desculpe o longo comentário, mas precisava contar esta história, depois de ter lido este belíssimo blog.Parabéns


(Esse comentário foi postado no relato do parto da Diovana, a Marilia contou a historia dela, e eu pedi autorização para transformar em um post, ela permitiu! Esse é mais um exemplo de como alguns médicos pensam mais neles, do que nas pacientes.)

Cris de Melo

Doula!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Vídeo de Parto Em Florianópolis!




Esse vídeo já tem mais de 1 ano, mas só agora foi colocado no ar para que todos pudessem assistir, aliás agradeço ao casal que tomou essa decisão, pois com certeza vão conseguir incentivar muitas pessoas a terem um parto natural. Quem me mostrou foi uma doulanda que vai parir em maio!


O médico que atendeu ao parto é um dos médicos com quem adoro trabalhar em Florianópolis, já acompanhei uns 3 ou 4 partos com ele, e nunca me decepcionei.
 ( Ah Luis Henrique, agora ficou famoso mesmo rsrs).


Espero que gostem do vídeo.
Parabéns ao casal, a família e claro a equipe!

Ps: Ahh vocês sabem que eu sou super sincera, e tenho que comentar, não tinha necessidade se esfregar tanto esse bebê. Caramba, deixa a mãe cheirar, beijar, deixa o bebê sentir o carinho dela. Chorando, corado, pra que esfregar tanto? Contar o pulso do bebê no colo da mãe?? Pronto, falei!



Cris de Melo
Doula!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Deu a louca no BCU!!


SOMENTE ESTA SEMANA!
(PARA FECHAMENTO DE CONTRATO ATÉ O DIA 30/04)
ESTAMOS COM UMA PROMOÇÃO SUUUPER ESPECIAL!!!
Corra... E venha com a gente!
Seu bebê merece esse presente!
Pagamentos em: dinheiro, cheque ou boleto.
INCLUI: 1ª anuidade, coleta, kit de coleta, processamento e possibilidade
de armazenamento em 2 bolsas bi-partidas (condicionada a quantidade coletada).
Não cobramos taxa adicional para nascimentos em sábados, domingos ou feriados - 
não cobramos anuidade da segunda bolsa armazenada.
Anuidade: 12 meses após o nascimento. 
Converse conosco e venha descobrir o que preparamos para você!
(48) 3025-3700

Boa semana!

Trocar de médico... no final da gravidez !!!

Ninguém vai dizer que essa decisão é fácil, mas se você está insegura, não arrisque. Saiba como fazer essa transição da melhor maneira, tanto para você quanto para o seu bebê
Assim que a coordenadora de recursos humanos Juliana Costa Curta, 27 anos, descobriu que estava grávida, com quatro semanas, disparou telefonemas e e-mails para as amigas que já tinham filhos e pediu a indicação de um obstetra. Na primeira consulta, deixou claro que desejava ter o bebê de parto normal. Passaram–se 29 semanas e, na reta final da gravidez, a médica começou a questionar a decisão da futura mãe. “O que ela quis dizer é que não faria o parto da maneira como eu queria. Ela não ia tentar o parto normal comigo. Saí do consultório e chorei desesperadamente”, lembra. Essa mudança de postura do médico, dizem os especialistas ouvidos por CRESCER, é a responsável pela maior parte da troca de obstetra nos últimos meses de gestação. Mas existem outros motivos para isso acontecer, como descredenciamento do convênio, mudança de cidade da paciente ou do especialista ou até porque o obstetra particular pediu um valor alto para fazer o parto – e a grávida não tem como pagar. Se trocar de médico é uma mudança difícil e trabalhosa em qualquer momento da vida, no fim da gravidez é ainda mais complicado. “A mulher se sente como se tivesse sido traída”, afirma Carlos Navarro, obstetra, professor da Universidade Federal do Paraná, que afirma receber pelo menos três grávidas por semana com essa queixa.
Hora da mudança
Se você está surpresa com a mudança de atitude do seu obstetra, o melhor é, antes de tomar qualquer decisão, entender os motivos dela. E, se for o caso, ouvir um segundo especialista para ver se ela se justifica. “De cara, não troque de médico, a não ser que a situação seja insustentável. Tente ouvir a opinião de outra profissional para saber se o diagnóstico que você recebeu não é verdade”, afirma Jorge Kuhn, obstetra, professor-assistente da Universidade Federal de São Paulo. Se não for o caso, aí você precisa mudar mesmo. Na hora de marcar a consulta com o novo especialista, que pode ter sido indicado por uma amiga, alguém da família ou até pelo seu clínico geral, explique a situação e peça um agendamento de emergência, se possível.
Na primeira visita, observe tudo o que você notou na hora de escolher o primeiro. Veja como é o consultório, se o médico tem disponibilidade na agenda, fale com outras pacientes, pergunte alguns detalhes da rotina para a secretária etc. Sim, é preciso “vasculhar” tudo de novo. E leve seu marido. A mudança gera ansiedade na família também. Quanto mais os outros sentirem que vai dar certo, melhor para você.
Quando se encontrar com o especialista, não deixe de levar em conta o fator empatia. Pergunte se ele vai estar aqui quando o bebê nascer, se atende celular de madrugada etc. “Fale porque você trocou de médico e que está procurando um profissional que a ajude a ter o parto da maneira que você deseja. Agora você tem pouco tempo para estabelecer uma relação de confiança”, diz Alamanda Kfoury, obstetra, professora da Universidade Federal de Minas Gerais. Leve todos os exames e seu prontuário do pré-natal. Ali estão informações importantes sobre a evolução da sua gravidez e do bebê. Se você não tem esses documentos, peça as informações para o antigo médico. Ele é obrigado a fornecer todas as anotações, mesmo que sejam cópias.
Se você trocou de obstetra por conta do convênio, cheque se o novo especialista atende o seu plano de saúde e se faz parto na maternidade que você escolheu. Se ele não atende, avalie até que ponto vale a pena pagá-lo e faça as contas para ver se cabe no seu orçamento. Caso a resposta seja negativa, respire fundo e comece uma nova busca.
Ainda que você tenha gostado muito do novo médico e decidido seguir com ele, uma pontinha de insegurança pode aparecer, seguida da velha máxima: “Será que estou tomando a decisão certa?”. A assistente comercial Priscila Pinheiro Candéa Moraes, 28 anos, grávida de 33 semanas, viveu esse drama por um mês. “Eu chorava todos os dias. Foi o período mais difícil que enfrentei durante a gravidez”, diz. A psicóloga Mariana Tezini, da Casa Moara (SP), clínica multidisciplinar que atende gestantes, explica que se a mulher tiver bem desenhados os planos para a sua gravidez, essa sensação de angústia, aos poucos, vai ceder espaço para um grande alívio. Definido quem vai cuidar de você, combine tudo sobre o parto: quem vai estar na hora, o tipo de anestesia, a música que vai tocar etc. São esses mínimos detalhes que vão deixar você ainda mais segura e tranquila para receber o seu bebê.

Filha de Kaká e Carol Celico nasceu de parto normal: 'Curti cada dor'

Carol 1 dia antes do parto.

Kaká desembarcou no aeroporto internacional de São Paulo às 7h deste domingo, 24, para conhecer a filha Isabella, que nasceu na noite anterior. O jogador veio direto da Espanha, onde joga pelo Real Madrid, e seguiu para a maternidade.

Pelo Twitter, Carol Celico, mulher do jogador, comentou a emoção do nascimento da filha. "Bom dia! Com muita alegria mesmo!! Nasceu nossa princesa, a prometida de Deus para nossas vidas!", escreveu na manhã deste domingo.
   
Carol prosseguiu dando dados sobre Isabella: "Ontem, dia 23 de abril de 2011 às 21:01... Com 3,170 kg e 48 cm! Ela é uma anjinha e estou cada minuto mais apaixonada!! Tenho só que agradecer a Deus por esse privilegio de ser mãe.

A mulher de Kaká relatou ainda que a Isabella nasceu de parto normal: "Com um parto normal e maravilhoso! Curti cada dor, cada minuto, que começou à meia noite do dia 23! Tudo valeu a pena".  

Evangélica, Carol Celico aproveitou ainda para desejar Feliz Páscoa aos seus seguidores no Twitter: "Neste domingo de Páscoa, celebramos a ressurreição de Cristo, e o milagre da vida da Isabella, que só Deus pode nos dar! Obrigada a todos pelo carinho! Uma Feliz Páscoa. Com a vida abundante que Jesus deixou a nós! Um beijo no seu coração Vou curtir a nova membra da família: Celico Leite!! Amo vcs! Bjs"


Parabéns ao Casal!!!
Felicidades, Saúde e muitooo leite!

Cris de Melo
Doula!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Não sou VACA, mas pretendo PARIR!!!! Por Mariana Melo.


Hoje no meu cursinho , quando eu falei pras minhas colegas " Pretendo parir na maternidade tal " , as pessoas logo riram : "Ai credo Mariana , não fala assim tu não és vaca para parir". tststtstststst !!!
Mas galera , PARIR  é o termo correto pra quem pretende ter um parto natural ou normal!!!!
 E Adivinha colega (se você for mulher, lógico!!!!): VOCÊ TAMBÉM PODE PARIR!!!!Nascemos para PARIR nossas crias!!!É SÉRIO!!!
O NOSSO CORPO E ATÉ O CORPO DO BEBÊ (moleirinha) são projetados para esse momento !
Ah e POR FAVOR!!!!! , não venha com essa história de que "UI! Parto normal de normal não tem nada!!!)
,,,Claro que se você for se basear nas experiências da sua avó ou da vizinha,  que ganhavam os filhos em casa deitadas na cama e sem recursos no ano de 1935 lá no interior de Ximboquinha do Norte  ...daí Claro que a faca (cesárea -que não é parto e sim uma cirurgia) será a sua primeira e única opção!!!!
 PENSE BEM!!!!Hoje em dia temos várias facilidades :  a INTERNET é uma poderosa ferramenta de pesquisa , sem falar nas DOULAS , que são profissionais capacitadas para acompanhar a mulher antes, durante e após o parto !!!Segundo essas profissionais, quem realiza o parto somos nós mesmas , trabalhando nos momentos certos para ajudar os nossos pimpolhos a nascer de forma NATURAL, SEM CORTES , ANESTESIAS (QUE AFETAM A SAÚDE DO BEBÊ) E DORES PÓS OPERATÓRIAS!!!
  QUERIDAS FUTURAS MAMÃES , INFORMEM-SE!!!PARIR  pode ser uma experiência maravilhosa , só depende de você!!!!


EU TENHO DOULA E VOCÊ? SAIBA MAIS PELO BLOG: CRISDOULA.BLOGSPOT.COM


FONTE: http://maesolteirasejafeliz.blogspot.com

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Juliana Paes fazendo a campanha de incentivo a Amamentação!

Gente, eu acho que não tem ato mais lindo do que amamentar, algumas mulheres infelizmente não conseguem por vários motivos, mas o importante é tentar e se dedicar ao máximo para que a amamentação ocorra.
Eu lamento muito quando conheço alguma mulher que não amamentou por vontade própria, ela nem sabe a experiência linda que esta abrindo mão. Eu, que amamentei a Sofia exclusivamente por 6 meses e depois por  mais1 ano, recomendo a todas. Amamentem até que seus filhos decidam que estão grandes demais ( como a Sofia fez, e quase tive uma mastite rsrsrs).


 Juliana Paes e o filho Pedro, de 4 meses, são as estrelas da nova campanha de amamentação da Sociedade Brasileira de Pediatria e do Ministério da Saúde. A revista QUEM que chega às bancas nesta terça-feira (19) acompanhou com exclusividade os bastidores da campanha e traz fotos lindas da mãe com o menino.
 A atriz, de 32 anos, contou que adora amamentar o garoto, fruto de seu casamento com Carlos Eduardo Baptista. "São os meus melhores momentos com Pedro. Quando ele acaba de mamar, suspira olhando para mim e sorri, eu me sinto a mulher mais poderosa do mundo", declarou.
 Ela afirma que pretende amamentar o filho até que complete 2 anos. E narra como se sentiu logo após o nascimento dele. "No primeiro e segundo meses, a gente chora muito. Chorei de alegria e de angústia (...) Minhas inseguranças todas eram anotadas no iPhone, que eu levava quando ia ao pediatra".
Juliana disse também que o marido 'está de parabéns' pela forma como cuida de Pedro e afirmou ainda que pretende ter mais filhos. "Quero muito, daqui a dois anos".




Cris De Melo
Téc Enfermagem
& Doula!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Lançamento do Livro ''Parto com Amor'' em Florianópolis!

O Bazar Coisas de Mãe tem a alegria de apresentar: LANÇAMENTO DO LIVRO PARTO COM AMOR, de Luciana Benatti e Marcelo Min. E vamos sortear 1 exemplar, em comemoração ao Dia das Mães. Saiba como, acessando o blog do Bazar: www.bazarcoisasdemae.blogp
spot.com. PARTICIPEM!


Cris De Melo
Téc. Enfermagem, Mãe
& Doula!

O parto tem seu próprio tempo!!



Recebi esse texto da minha Doulanda Regiane ( te adoro!) e ela disse: '' Cris, é a tua cara!"
Adoreiiii, e aqui vai!


CARTA DA NONA LUA. O PARTO TEM SEU PRÓPRIO TEMPO
Por Flávia Penido


Sinto que você está chegando, meu corpo vem me dando seus sinais. 
Foram nove meses de comunhão, dias melhores, outros piores, agora chegam ao fim. Quem venha com o tempo, que venha com a lua, que venha! Já te aguardo, te pressinto. Confesso para ti, somente para ti, confesso que já me sinto ansiosa pela sua chegada. Meu corpo todo sente o seu peso, e já está tão difícil mover quanto ficar quieta.

Respiro fundo e suspiro, nascer é tempo sem hora. 
Aguardo você sentir-se pronto, pronto para respirar por si só.
Saiba que eu mesma já me sinto inteiramente pronta. 
Durante os nove meses eu estive ocupada, sim, eu sei. 
Também durante nove meses eu me acostumei à sua presença em mim. Tive bastante chance de me preparar, a mente teve seu tempo de absorver as mudanças que trará para minha família. Sinta-se desejado e amado, meu bebê, por todos nós. 
Desejo-te.

Pressa? 
Não eu não tenho pressa, para que andar depressa? 
Quero que venha, mas que venha na sua hora.
Não existe hora marcada, não marquei na agenda. Sem nenhum compromisso, que seja pelo nosso desejo mútuo.

Quando meu corpo e você estiverem em trabalho parto, vamos nos repartir, você vai partir para uma nova jornada, é uma viagem intensa, procure a luz, procure o caminho que te ofereço em meu corpo. Não tema essa viagem, porque estou sempre contigo. 

Despeço-me da barriga linda e grande, você se despede do interior do meu corpo. Mas nos encontramos aqui deste lado, em uma nova e longa aventura. Começa em um grande deleite. Sinta o amor que confirmo ao colocar minhas mãos em meu ventre, sinta o calor que emana. Este calor destas mãos você vai sentir aqui fora. Pode vir, garanto que estou aqui.
Sem pressa para essa viagem, criança, sem pressa. 
Venha surfando em onda esplêndida, venha no ritmo que imprimimos juntas, somente nós duas. Você e eu temos todo o tempo, todo o espaço para essa caminhada. 
Temos bola, temos água, temos de tudo! 
O tempo e espaço do parto é nosso, só nosso. 
É o meu parto e o seu nascimento. A dinâmica será somente nossa e sem artifícios exteriores, creia em mim, eu lhe prometo que será nossa e de mais ninguém. 
Como estou tão segura? Por que desta vez eu fiz as escolhas que me aprazem desde o começo, ouvindo meu mais intimo desejo! 
Sim, você já sabe disto, eu ouvi os meus medos e procurei sua cura, procurei sanar suas carências. Impedi também que medos alheios me assombrassem. 
Cá estou pronta para a entrega. 
Ninguém vai precisar nos ajudar nessa viagem de partida e de chegada. 
Você pode ouvir a calma e potente batida do meu coração. 
Então, prepara-se e dê o sinal! 
Venha na lua que te escolher e venha com vontade de me ver, olhe para a luz!
Cris De Melo
Tec Enfermagem, Mãe
& Doula!

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Quer encomendar a Cris para acompanhar parto no exterior?


Várias gestantes e até mulheres que estão planejando engravidar, deixam recadinhos super fofos perguntando se eu atendo  partos fora de Santa Catatina e/ou do Brasil, e diariamente mulheres do mundo todo visitam o blog.
Se você é uma gestante de fora  e quer que eu vá acompanhar o seu parto, entre em contato, que podemos combinar!! cris.sofia20@hotmail.com


Cris De Melo
Téc. Enfermagem
& Doula!

domingo, 17 de abril de 2011

Parto humanizado incentiva experiência prazerosa e emocional !




Já ouviu falar do parto humanizado? É algo bem diferente do que ocorre nos hospitais. O resultado final, pode-se dizer que é o mesmo, afinal o bebê nasce. Mas é no durante que toda a magia acontece.
Para falar sobre mulheres que viveram essa gratificante experiência, no livro "Parto com Amor", o casal Luciana Benatti e Marcelo Min compartilha com as futuras mamães curiosas, os medos, segredos, dificuldades e prazeres de se optar por essa técnica que, definitivamente, ganha mais força e a preferência das novas grávidas.

"Neste livro, o parto é entendido, reinterpretado, como integrante da experiência sexual, erótica da mulher (...) Finalmente, as mulheres estão falando com clareza que, sim, pode haver grande prazer físico e emocional na experiência corporal do parto", registra a médica Simone G. Diniz, na introdução da obra.São nove histórias -inclusive a da autora-- íntimas e corajosas, que saem do mais do mesmo, e registram momentos milagrosos de nascimento, à base de amor e natural ciclo da vida.
Como indicam os autores, ainda falta coragem para se disseminar e falar abertamente sobre o parto humanizado, mas aos poucos as vozes começam a ecoar e a preocupação e toda a dor e sofrimento que envolve a figura do parto começa a cair.
O texto ora adquire tom de diário pessoal e ora de um documentário, que apresenta as possibilidades, contradiz profissionais e mostra que o casal deve se informar sobre as alternativas, enfrentar discursos feitos e, se optar, experimentar uma vivência prazerosa e completamente natural no momento do parto.
A obra é ilustrada com fotografias tiradas nos partos das nove mulheres que participam da história e registram de uma forma simples e pura o sentimento do nascimento.
"Parto com Amor"
Autores: Luciana Benatti e Marcelo Min
Editora: Panda Books
Páginas: 228
Quanto: R$ 56,90
Onde comprar: Pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

Mães Solteiras!



As pessoas falam demais, julgam demais, e não ajudam NADA!
Eu estou namorando com o pai da Sofia, estamos juntos a quase 6 anos ( de ida e vindas), relacionamento não é fácil, e eu sou muita paciente com crianças, minhas doulandas, mas para homem eu não tenho paciência mesmooo! Já cheguei a me separar por 1 ano, e fui mãe solteira nesse tempo. Ser mãe solteira não é nenhum crime, e eu sempre digo, do que vale um MALA do lado só pra dizer que tem marido? Quantas mães casadas cuidam dos filhos sozinhas? A minha irmã tem 27 anos e esta a espera da Ana Clara, produção independente, e criou um blog contando da experiência dela como Mãe Solteira, e que essas mamães podem e são tão felizes quanto as outras!


Por isso eu recomendo que visitem: http://maesolteirasejafeliz.blogspot.com/
Se você é mãe solteira não deixe de visitar!!


Cris De Melo
Quase Noiva do Donato,
Mãe da Sofia, Doula
& Titia BABONA!!!!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Cordão Umbilical, voltas e voltas!!




Esse vídeo é lindo, mostra vários partos e todos eles com o famoso cordão enrolado. Já é comprovado e já postei várias vezes aqui que isso não é indicação de cesárea, mas muitos pais ainda tem medo, por isso é tão importante mostrar esse vídeo.


Algumas informações trazidas no vídeo:
- Apenas 1 de cada 10 bebês com cordão enrolado, pode necessitar de uma cesárea. 
( A necessidade é avaliada durante o trabalho de parto, baseado no batimento cardíaco fetal.)
- Cerca de 40% dos bebês nascem com circular de cordão;
- A circular de cordão não deve ser causa de estresse e preocupação, na gestante nem ao profissional que esta assistindo o parto;
- O cordão umbilical nos dá nutrientes, oxigênio e energia quando nascemos. Só deve ser cortado após para de pulsar;

Cris De Melo

Téc Enfermagem
& Doula!

Ser Doula!



A foto é ruim eu sei, foi tirada com um celular. E eu, novíssimaaaaa ( ok, eu tenho 21 anos), esse foi o primeiro bebê que eu ajudei a trazer ao mundo, e eu tinha apenas 16 anos!
O João Pedro nasceu no dia 13 de junho as 3 da manhã, com 2 circulares de cordão, pesando 4.160 kgs e 52 cms. Acompanhei a mamãe dele das 9 da manhã do dia dos namorados 
( e deixei meu primeiro namorado sozinho nessa data kkkk)até as 9 da manhã do dia seguinte.

Foi uma longaaaaa indução, um trabalho de parto difícil, um atendimento terrível, mas o final foi tão maravilhoso, ver a mãe dele sorrindo, tão feliz e recuperada tão rápido, fez tudo valer a pena!!!!! Foi nesse dia que eu descobri a minha missão na terra!!! Eu não tenho uma religião, mas gosto e me identifico com o espiritismo ( choro em todos os filmes do Chico Xavier), e acredito que tudo tem uma razão!
E esse é o meu destino, ajudar mães nesse momento tão especial e trabalhoso!!!!

Esse texto que vou postar é de um livro, e acho fantástico, quero compartilhar com vocês! Muitas pessoas acham que ser doula é fácil, e isso não é verdade. É extremamente gratificante e eu amo, mas não é fácil acordar no meio da noite e sair, ficar horas, dias sem ver minha filha, nunca ter tempo nos fins de semana para o namorado, atender o telefone a qualquer hora do dia e noite, e aguentar horas e horas em um trabalho de parto sem comer nem descansar.


"Para se transformar em doula é imprescindível ter bem trabalhados os aspectos pessoais referentes à maternidade; e, também, uma grande capacidade de ouvir e uma extrema generosidade, pois ela está a serviço de cada mãe e de seu mundo emocional particular. Não defende nenhuma idéia preconcebida nem dá conselhos; oferece apenas uma visão fresca da gestão dos vínculos familiares. A doula tem um corpo disposto, tem tempo e traz o conhecimento de todas as mulheres, que confluem nela, para oferecê-lo à mulher que acabou de ser mãe. Tudo isso é uma doula.

Esse é um desafio que espero compartilhar com um número cada vez maior de mulheres, pois uma rede solidária feminina poderá nos conectar com nossas sensações mais íntimas e permitir que atravessemos o puerpério fortalecidas. Parece ser um período de guerra anterior, mas, se o atravessarmos com consciência, saberemos trilhar pacificamente a vereda correta. Todas as mulheres merecem o cuidado de uma doula. Algumas mulheres merecem se converter em doulas, porque isso é reparador, além de uma via aberta para dar amor."

Obrigada a todas as minhas doulandas que me ajudam a completar a minha missão!


Cris De Melo
Téc. Enfermagem,
Mãe & Doula!

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Panfletos Cris Doula!



Meninas, esse é o meu panfleto novo, desenhado pelo meu querido irmão Douglas De Melo,
quem for de Florianópolis vai acabar esbarrando com um desses logo logo!
Espero que tenham gostado!


Beijos


Cris De Melo
Tec Enfermagem
& Doula!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Quem é esse bebê????


Gente, essa boneca linda maravilhosa é a Isadora Alana, nascida em um lindo parto natural de cócoras, filha da Vanessa. Ela tem hoje 6 meses e eu pedi permissão para a mãe dela para eu postar essa foto.
Todos os bebês que eu ajudei a trazer ao mundo são especiais para mim, mas a Isa é um pouco mais, ela quis nascer pelas minhas mãos, deixando a Doula brincar de parteira por um dia hehehehe
Foi uma emoção muito grande!


Quer relembrar o parto? http://crisdoula.blogspot.com/2010/10/nasceu-isadora-alana-de-parto-natural.html

Cris De Melo
Téc. Enfermagem
& Doula!

Bazar Coisas de Mãe!

Eu Vou, e você???


Cris De Melo
Téc. Enfermagem
& Doula!

sábado, 9 de abril de 2011

Cena de um seriado médico que assisto!




Adorooo seriados médicos ( Grey´s Anatomy, Private Practice, E.R, Off the Map, etc) talvez porque cresci assistindo E.R com a minha mãe. Ela amava o seriado e trabalhava na área, e eu acabei me viciando heheh.
Claro que, eu não sou fã dos partos de televisão, eles são muitooooo exagerados, gritos demais, sangue demais e drama demais. Ontem estava assistindo o ''Off tha map'' e adorei essa cena, precisei editar e postar no Orkut, porque já vi isso acontecer hehehe.

Espero que gostem!



Cris De Melo
Téc. Enfermagem
& Doula!

Vídeo do Parto da Rosana Oshiro!




Alguns podem lembrar que postei em janeiro sobre a Rosana, ela estava esperando o quinto filho no Japão, e teria um Parto Domiciliar desassistido ( sem assistência médica). Apenas ela, o marido, os filhos e uma senhora que ajuda no expulsivo, mas não sei quem é.


Ela passou o parto ao VIVO em canais pela internet, e eu, fui uma das centenas de mulheres que acompanharam o trabalho de parto e parto a madrugada toda.
Quando o cansaço me venceu, as 4 da manhã, pedi para que me ligassem quando começasse a coroar. Me mandaram uma mensagem as 6 da manhã ( no Brasil) , e vi a Clara nascer!


Parabéns Rosana pela chegada da Clara! Desejo muito leite e saúde, nessa nova vida, agora no Brasil!


Cris De Melo
Doula!

O Blog!



De Tempo em tempos eu gosto de compartilhar com vocês como essa semente que plantei vem crescendo rápido no mundo todo, ajudando pessoas, trazendo esperança e palavras de apoio. O blog já deu e continua dando muitos frutos e devo tudo isso a vocês, que visitam ele com frequência!

Os países que mais visitam o blog são: Brasil, Itália, Estados Unidos, Japão, Alemanha, Portugal, México, Reino Unido, Espanha e Suíça.

Ontem ( 8/04) o blog foi visualizado 1.102 vezes, no mês passado 25.216 vezes, e desde março de 2010 99.430 vezes!

As postagens mais visualizadas são: '' Nasceu Laura em um lindo parto natural'', ''Como induzir o parto naturalmente'', ''Nascimentos de 2010'', ''Gêmeos e agora? parto normal ou cesárea?",
Mitos sobre o parto normal.

Muito obrigada a todos !!!
Desejo a vocês muita Luz nessa caminhada!

Cris De Melo
Téc. Enfermagem, Mãe
& Doula de corpo e alma!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Filha de Ana Maria Braga relata como foi dar à luz em casa, sem uso de anestesia!

Na foto: Marcelly ( Doula) e Mariana!



Dar à luz em casa, ao lado da família, e sem anestesia. Foi assim que Mariana Maffei Feola, de 28 anos, filha da apresentadora Ana Maria Braga, escolheu trazer a pequena Joana ao mundo, no último dia 3 de fevereiro, em São Paulo. A menina é fruto do casamento de Mariana com o corretor de imóveis Paschoal Feola, de 32. “Optei pelo parto em casa, sem intervenção médica. É uma experiência mágica para quem pode. Até porque, não é uma modalidade de parto para toda gestante. Existe todo um preparo psicológico e a gravidez deve ser de baixíssimo risco, como foi a minha”, contou Mariana ao UOL.


Durante o trabalho de parto, que começou no dia anterior, a filha de Ana Maria Braga contou com a ajuda das parteiras Márcia Koiffman e Priscila Colacciopo e da doula Marcelly Ribeiro. Mariana explicou como funciona o trabalho da doula, que é uma assistente que dá apoio emocional à parturiente: “Fazia aulas de ioga com a Marcelly duas vezes por semana. No dia do parto, liguei para ela assim que a contração ficou mais forte. Durante o trabalho de parto, ela fez massagens na minha lombar e me indicou posturas para quando viessem as contrações”.

Mariana contou que, assim que começou a ter as primeiras contrações, chegou a ficar dentro de uma banheira. “Mas depois quis sair”, disse ela, lembrando que embora o trabalho de parto tenha durado a noite inteira, Joana nasceu rápido. “O período expulsivo foi muito rápido. Não tive nenhuma laceração no períneo. Foi fantástico”, afirmou ela, dizendo que no parto domiciliar, se necessário, há tempo de a parturiente ser removida para um hospital próximo. “É transformador segurar seu neném diretamente, na paz da sua casa”, elogiou.Para Mariana, além do auxílio das profissionais, foi ótimo ela ter se preparado psicológica e fisicamente no decorrer da gestação. “A preparação é importantíssima. Foi fundamental eu ter feito ioga. Fiquei mais saudável. E tem toda a questão da respiração que a ioga proporciona. Porque o parto natural é basicamente respirar profundamente”, explicou Mariana, admitindo que, apesar de ser calma, teve alguns momentos de descontrole durante o trabalho de parto. “Gritei, xinguei (risos). É uma prova de resistência. Tem horas em que a dor vai embora, mas depois volta. Você não sabe quando vai nascer”, contou.
Após dar à luz Joana, Mariana contou que logo a amamentou. “A Joana mamou, tomou um banho de balde e foi acalmando. Depois também tomei banho”, acrescentou. A filha de Ana Maria Braga disse que ela e o marido quiseram plantar a placenta no quintal de sua casa. “Plantamos a placenta debaixo de uma ameixeira”, afirmou Mariana, que só disse à mãe que havia dado à luz depois do parto. “Avisei a meus pais só depois que a Joana nasceu. Minha mãe estava fora do Brasil, só chegou um dia depois. Foi uma explosão de alegria”, contou.
Cocô no potinho

Além de ter optado pelo parto domiciliar, Mariana também escolheu ter cuidados especiais com a pequena Joana. “Descobri umas fraldas de pano modernas, daquelas com calças plásticas acopladas, e resolvi usá-las na Joana. Achei legal a ideia de não usar fraldas descartáveis”, contou ela, que encomendou várias para a neném no exterior.

Mariana explicou que, quando está em casa, a neném fica o tempo inteiro sem fralda. “Eu a coloco para evacuar no potinho. E o xixi ela acorda e faz. Às vezes acontece de ela fazer xixi quando está tirando uma soneca. Mas ela nunca fica molhada”, garantiu Mariana, que também optou pela amamentação exclusiva até Joana completar seis meses de idade.Na segunda semana de vida de Joana, contudo, Mariana disse que ela apareceu com uma assadura. “Estava muito quente e apareceram umas bolinhas nela. Então comecei a pesquisar o que poderia fazer para evitar isso e descobri a ‘evacuation communication’, que é a comunicação da evacuação. Ela é praticada de recém-nascido até a idade de 36 meses, quando a criança começa o treino para fazer xixi e cocô”, explicou ela, que, desde então, não usa mais fraldas em Joana.
A filha de Ana Maria Braga também contou que tem usado roupinhas que foram dela quando nasceu. “Quando estava com sete meses de gravidez, no Natal, minha mãe me deu uma malinha com várias roupas que foram minhas: a primeira roupinha da maternidade, casaquinhos, cueiros, sapatinhos. Uma coisa linda!”

Conheça outras celebridades que optaram pelo parto domiciliar

Gisele Bündchen: Após oito horas de trabalho de parto e sem anestesia, a modelo deu à luz Benjamin na banheira de sua casa, em Nova York, no dia 8 de dezembro de 2009. "Não foi dolorido nem um pouco... A cada contração, ele está chegando mais perto de mim. Eu transformei aquela sensação intensa que acontece para todo mundo, em uma esperança de ver ele chegar mais perto”, disse ao "Fantástico".
Andréa Santa Rosa: No dia 10 de dezembro de 2008, a mulher do ator Márcio Garcia deu à luz Felipe em sua casa, no Rio de Janeiro. O terceiro filho do casal nasceu com a ajuda da enfermeira obstetra Heloisa Lessa. Márcio assistiu a tudo, enquanto os filhos, Pedro e Nina – na ocasião com 4 e 3 anos, respectivamente –dormiam.