segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Bebê pélvico, como virar?


Acho que já fiz um post com dicas aqui antes, mas agora estou juntando vários materiais para fazer um post super completo. Espero que gostem! ;)

Se o bebê permanecer em apresentação pélvica (sentado) após 36 semanas, talvez algumas gestantes se preocupem em tomar condutas ativas para favorecer a mudança da orientação da criança.
Bebês podem nascer de parto vaginal em apresentação pélvica, mas existe uma morbidade maior associada a esse nascimento (para a criança, pois para mãe o parto vaginal é sempre melhor, com raríssimas exceções).
A OMS recomenda que se tente a versão externa das crianças antes do parto, e se isso não resolver a apresentação, a cesárea é uma recomendação aceita universalmente.
Se o bebê não virou, mas a gestante ainda assim quiser o parto vaginal, há profissionais no Brasil que tem experiência com o procedimento, e que podem atender o parto dessa forma, sem problemas maiores. Escolher um parteiro experiente é fundamental para o parto pélvico.

Até aqui, falamos de assistência obstétrica à luz da medicina ocidental.

Na minha prática clínica, adoto as seguintes medidas:
  1. Oriento as gestantes a tentar conversar com a criança, pactuando a mudança de posição.
  2. Ofereço a acupuntura com moxa (calor local) ( apenas profissionais qualificados podem realizar)
Moxabustão para apresentação pélvica

3. Prescrevo Pulsatilla (remédio homeopático) ( médico prescreve)
4. Oriento aproximação de compressas quentes no hipogastro ("pé da barriga") e bolsa de gelo no fundo uterino (onde a cabecinha ficou); a criança tende a se deslocar na direção do calor.
5. Oriento os exercícios sugeridos por Naoli Vinaver, parteira mexicana muito conhecida.

Exercícios da Naoli:

- Ficar nessa posição por 20 minutos;

Segunda posição:



Terceiro exercício: engatinhar por 20 minutos




Após cada exercício, rebozo chacoalhando o quadril:



Uma doula pode fazer os exercícios com a gestante, e os resultados são muito bons.

Se assim mesmo o bebê não virar, a versão externa feita pelo médico/parteiro em ambiente hospitalar é sempre possível.

Outras:
  • Deitar e ficar de lado, por 10 à 15 minutos, no escuro, com uma lanterna, colocar bem abaixo da barriga, a luz, e conversar com o bebê, indicando a posição correta, transmitir carinho, pode ser utilizada a voz do pai e da mãe e tb de irmãos... o bebê já reconhece! (Procure saber qual a posição do bebê pergunte ao seu obstetra para estimular corretamente).
  • Sentada na cama, apoiar um almofada nas costas, ouvir musicas relaxantes, fazer carinho na barriga indicando o caminho para a posição correta.
  • Todos os exercicios observar a respiração tranquila, enchendo bem os pulmões e soltando todo o ar....A família toda pode aproveitar esses momentos e tb participar...os resultados são fantásticos!É importante manter a confiança e acreditar que tudo dará certo, o bebê irá escolher a melhor posição!

    Fontes: http://parirenatural.blogspot.com/2010/02/bebe-pelvico-como-virar.html
    http://mamasepapas.blospot.com


    Cris De Melo
    Téc. Enfermagem & Doula!

Mãe canta durante o parto de gêmeos e evita cesárea!



Esse vídeo passou a algum tempo no programa da Ana Maria Braga na Globo, e é lindoooo. Essa mamãe estava no centro cirúrgico pronta para uma cesárea, quando ela começou a cantar e os filhos nasceram, de parto normal.

Vale muitoooooooooo a pena assistir!!!

MULHERES CONFIEM NA CAPACIDADE QUE VOCÊS TEM DE PARIR, PARTO NÃO É PROCEDIMENTO MÉDICO, É NATURAL.
A FUNÇÃO DO MÉDICO É CUIDAR PARA QUE TUDO ESTEJA BEM COM A SAÚDA DA MÃE E DO BEBÊ, SÓ ISSO. QUEM FAZ O PARTO, SÃO VOCÊS!

Cris De Melo
Tec Enfermagem
& Doula!

Como dar o leite materno/artificial sem o bebê desmamar!



Esse vídeo foi feito por uma mamãe do meu grupo de Mães e Bebês, ela frequentou quando estava grávida, e depois pariu esse bebezão lindo no Hospital Universitario, pesando 4.500 kgs e medindo 53 cms, com períneo ÍNTEGRO ( não tomou nenhum ponto!)

Que eu saiba ela não divulgou o vídeo ( eu viiii e foi lindo hehe!!) e ela fez esse vídeo para ajudar as mães que por algum motivo precisam dar leite materno ( seja por fissura, bico mal formado ou ter de trabalhar), essa é uma opção muito melhor que a mamadeira. A outra recomendada é o copinho.

Lembrando sempre que o aleitamento materno exclusivo é recomendado até o 6º mês de vida, sem suco, água, leite artificial e alimentos. Após os 6 meses pode-se introduzir alimentos aos poucos e a amamentação continua até no mínimo 2 anos, ou até a mãe se sentir confortável.

A Sofia mamou exclusivamente os 6 meses e depois continuou mamando até completar 1 ano e 6 meses, quando naturalmente, foi desmamando. É um laço lindo, um momento incrível que eu recomendo a TODAS as mães que PODEM amamentar.

Beijos

Cris De Melo
Tec. Enfermagem & Doula!

Vídeo: Feito pela Kelly mamãe do Vincenzo, relato do parto aqui no blog:
http://crisdoula.blogspot.com/2010/11/relato-do-parto-do-vincenzo.html

Bebês gêmeos nascem com 49 horas de diferença em Florianópolis!




As irmãs nasceram neste fim de semana com mais de dois dias de diferença. Este intervalo entre o nascimento de gêmeos é raro.

As meninas estão na UTI neonatal porque nasceram prematuras, de quase seis meses. Na última quinta-feira, às 11h12 da noite, nasceu Josiane, com 715 gramas. Pouco mais de dois dias, veio Helena com 740 gramas.

Os partos das duas meninas foram normais. Mesmo com intervalo de 49 horas entre o nascimento de um bebê e outro. Apesar de serem gêmeas vão comemorar os aniversários em datas diferentes. Josiane no dia 27 de janeiro e Helena no dia 30.

Elen, a mãe, tem 17 anos. Entrou em trabalho de parto e nasceu Josiane. As contrações pararam. Como a outra criança estava em bolsa e placenta diferentes, os médicos decidiram esperar. Também avaliaram que o risco seria menor.

“Nestes casos de extrema prematuridade, cada dia que a gente ganha é uma chance a mais que esse bebê tem”, explica Alberto Trapani, obstetra.

Este intervalo entre o nascimento de gêmeos é raro. O normal é de cerca de vinte minutos. Em 15 anos é a primeira vez que isso acontece no hospital, onde já foram feitos 20 mil partos.

Elen é casada há um ano e conta sobre o primeiro contato que ela teve com as crianças. “Senti o calor delas, foi simplesmente maravilhoso”, diz Elen de Oliveira Eugênio, mãe dos bebês.

Josiane e Helena ainda devem ficar por um bom tempo na UTI para ganhar peso. Mas a mãe já faz planos para daqui a quinze anos. “Vai ser meio complicado, por exemplo, quando elas tiverem 15 anos vai ter que fazer uma festa num dia e outra logo depois... Mas a gente espera que elas entendam e não queiram fazer tudo separado”, diz.

Esta foi a primeira gravidez de Ellen. Josiane e Helena têm a mesma altura: 33 centímetros.

Fonte: http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2011/01/bebes-gemeos-nascem-com-49-horas-de-diferenca-em-florianopolis.html

sábado, 29 de janeiro de 2011

Entrevista com Tatiana mamãe da Martina nascida no Natal!




Enviei para as minhas pacientes um questionário com 10 perguntas, para que elas contem como foi a experiência, o que é mais difícil e tudo mais que acham que pode ajudar outras gestantes. Espero que gostem, e que isso possa ajudar vocês!

1- Por quê você decidiu ter uma Doula?
Porque achei que me ajudaria muito na hora do parto, o que foi verdade.

2- Como descobriu que era uma doula e como escolheu a sua?

Descobri conversando com amigas que já tiveram filhos, e lendo melhor sobre o assunto na internet. Escolhi a minha doula por afinidade, depois de indicações da minha obstetra.

3- Como foi ter uma doula no parto?
Foi fantástico, imprescindível pra tudo sair bem. Me deu mais confiança.

4- Como foi o trabalho de parto e parto? Se pudessem voltar atrás, fariam algo diferente?
O trabalho de parto foi curto e intenso, bem dolorido. Quis parto normal desde o começo, e fiquei muito satisfeita por ter conseguido faze-lo. Não faria nada diferente!

5- Você acredita que o parto tem alguma relação com a personalidade do bebê?
Não, acho que não.

6- No próximo filho, pretende ter outro parto normal?
Pretendo outro parto normal.

7- O que você gostaria de dizer aos casais a espera de um bebê?
Escolham pro parto o que lhe der mais confiança. É muito importante sentir-se bem amparada e assistida nesse momento. E, após o parto, estejam preparados para um começo difícil, trabalhoso, mas extremamente gratificante!

8- Como é a vida após a chegada do bebê?
A vida após a chegada do bebê é completamente devota a ele. Prepare-se psicologicamente para abrir mão de sua rotina até então, e saiba que é maravilhoso ver que vc pode trazer ao mundo uma vida. É mágico, e compensa todo o trabalho!

9- Você ficou satisfeita com o trabalho da doula e com o parto?
Fiquei muito satisfeita!! Super feliz por ter tido um anjinho ao meu lado o tempo todo. Fiquei super feliz com o parto também!

10- Deixe um recado:

Tenham confiança que tudo dá certo, na gestação, no parto e com a chegada do bebê. Sigam seus instintos, pois a natureza é fabulosa e nos direciona sempre para o caminho certo. Obedeça à sua intuição!

Tati obrigada pelo carinho, foi muito especial receber a ligação de vocês, no natal, para acompanhar seu parto, sendo que só nos conhecíamos por Orkut hehehehe.Foi um prazer, e um grande presente, conte comigo sempre. Beijooooooos!

Veja as outras entrevistas:
Simone - Mãe do Ian ( parto de cócoras): http://crisdoula.blogspot.com/2010/12/entrevista-com-simone-mamae-do-ian.html
Cristina - Mãe da Aline ( parto natural na água) :
http://crisdoula.blogspot.com/2010/12/entrevista-com-cristina-villar-mamae-da.html
Roberta - Mãe da Lara ( parto natural cócoras): http://crisdoula.blogspot.com/2010/12/entrevista-com-roberta-mamae-da-lara.html
Vanessa - Mãe da Isadora ( parto natural cócoras) :http://crisdoula.blogspot.com/2010/12/entrevista-com-vanessa-mamae-da-isadora.html
Mariana - Mãe da Laura ( parto natural cócoras) : http://crisdoula.blogspot.com/2010/12/entrevista-com-mariana-mamae-da-laura.html

Cris De Melo
Téc. Enfermagem
& Doula!

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Curiosidades sobre o Blog!


Eu fico muito feliz com o sucesso deste blog.
Várias gestates me adicionam no orkut, msn e fazem perguntas por email. Sou reconhecida por pessoas que nunca me viram pessoalmente, apenas pelo blog, pelos vídeos e até mesmo pelo nome e algum relato de parto. Também foi pelo blog que muitas doulandas surgiram e cada vez aparecem mais, além da doulanda stambém surgiram outras oportunidades e parcerias.
Além de tudo isso eu ainda consigo ajudar mamães do mundo todo,através de informações de como encontrar doulas no Brasil inteiro e posts de como se preparar para o parto natural e a chegada do bebê. Todos os posts são feitos com muito carinho, amor e dedicação, e quero agradecer novamente a todos que divulgam e contribuem com a minha missão de doular.
Com Amor, Cris Doula!

Umas coisas interessantes sobre o blog:


Visualizações de pagina de hoje: 358

Visualizações de página de ontem: 463

Visualizações de página do mês passado: 11.804

Histórico de todas as visualizações de página: 46.277


Postagem mais visualizadas:

12/05/2010, -
1.623 Visualizações de página
17/06/2010, -
1.502 Visualizações de página
09/08/2010
, - 1.122 Visualizações de página
27/04/2010, -
1.008 Visualizações de página
05/12/2010, -
977 Visualizações de página


Cris De Melo
Téc. Enfermagem,
Mãe da Sofia ( 3a e 8 meses) & Doula!

Recuse imitações! :)

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Coleta de sangue do cordão Umbilical, um Seguro de Vida!


Acredito que todas as mães já ouviram falar sobre coletar o sangue do cordão umbilical e como isso pode salvar a vida do filho no futuro. Mas muitas mães também acham que é algo desnecessário e muito caro, é aí que elas se enganam. Por quê armazenar?

No sangue do cordão umbilical estão presentes as famosas e super importantes células-tronco, que são capazes
de multiplicar-se e diferenciar-se nos mais variados tecidos do corpo humano (sangue, ossos, nervos, músculos, etc.). Uma maravilhosa descoberta que está tornando esperanças de tratamentos em realidade consumadas.

Em uma visão mais simples, podemos descrevê-las como: peças novas que podem substituir peças defeituosas, isso porque elas se transformam em qualquer célula do organismo ou se fundem a uma célula doente, tornando-a saudável.

Como é feita a coleta?
A coleta é rápida e indolor, assim que o bebê nasce o cordão umbilical é cortado, e o sangue que fica no cordão ligado a placenta é o sangue rico em células-tronco, é coletado direto do cordão ligado a placenta, não tendo risco algum a mãe ou ao bebê. Essa coleta pode ser realizada em qualquer parto, tanto natural quanto cesárea.

Onde eu posso fazer?

BCU Brasil - Banco De Cordão Umbilical. Conheço pessoalmente a equipe, a empresa, e recomendo a todas as minhas doulandas e mamães que acompanham o blog. É um investimento super importante e que pode salvar a vida do seu bebê.
Em Florianópolis o escritório do BCU Brasil fica localizado no Centro, Rua Felipe Schmidt, 649 sala 302.
Fone: 3025-3700 http://www.bcubrasil.com.br/
email:
sc.florianopolis@bcubrasil.com.br

É uma pena pensar que uma coisa tão maravilhosa é desperdiçada após o parto, algo que poderá salvar vidas no futuro. Então futuros pais, leiam sobre o BCU, tirem suas dúvidas e agende uma visita com eles.

Cristina De Melo
Téc. Enfermagem
& Doula