sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Entrevista com Simone mamãe do Ian!!


Mandei para as minhas pacientes um questionário com 10 perguntas, para que elas contem como foi a experiência, o que é mais difícil e tudo mais que acham que pode ajudar outras gestantes. A Mariana, Vanessa ,Cristina ,Roberta e Simone responderam e me enviaram, e aqui vai! Espero que gostem, e que isso possa ajudar vocês!

1- Por quê você decidiu ter uma Doula?

Decidi ter a assistência de uma doula porque me sentia um pouco insegura para a hora “h”, não tenho mãe nem sogra por perto para me dar aquele devido apoio psicológico e mesmo que tivesse sei que não suportariam por muito tempo me ver em trabalho de parto, logo,logo iriam deixar que me levassem para uma cesárea desnecessária, o maridão sempre presente, também não suportaria por muito tempo essa minha vontade de ter um parto natural, e eu já sabia que na hora das contrações eu não teria condições de estar negociando minhas vontades com os médicos e enfermeiras, coisa que no final aconteceu... Disse não ao soro e a analgesia enquanto minha querida doula trocava de roupa para entrar no centro cirúrgico.

( Cris: Tenho que falar que me enchi de orgulho quando cheguei e te vi mandando no TEU parto!)

2- Como descobriu que era uma doula e como escolheu a sua?

Fiz parte de um grupo de gestantes e lá ouvi comentários sobre a existência de doulas, e fui pesquisar na internet sobre, depois no mesmo grupo uma das colegas enviou um e-mail para o grupo todo com o blog da doula que ela havia escolhido e também o site das Doulas do Brasil, site esse que vasculhei todo, e logo após dei uma boa vasculhada no blog da doula, e fiquei bem impressionada com tantas informações que havia nesse blog, e informações essas bem claras, com uma linguagem fácil de entender, também me identifiquei muito por a doula ser uma menina, jovem, com idéias atuais e que já tinha passado por uma cesárea desnecessária, então já tinha uma bagagem, e isso me chamou bastante a atenção.

3- Como foi ter uma doula no parto?

Como foi??? Maravilhoso, “tududibom” foi o melhor investimento que eu poderia ter feito!!!! Tranqüilidade e segurança total.

4- Como foi o trabalho de parto e parto? Se pudessem voltar atrás, fariam algo diferente?

Bem, na minha opinião, foi bem tranqüilo meu trabalho de parto, eu já tinha escutado que o tamanho do seu medo é o tamanho da sua dor, e como minha vontade era de ter um parto o mais natural possível, medo não rolou nem um momento, antes de optar pela doula sim, tive medo de cair nas garras de obstetras sedentos por cesáreas, depois da doula foi só relaxar e viver o momento intensamente. Dia sete de setembro de 2010 feriado, fui caminhar na praia, e já estava perdendo o tampão mucoso, estava com 40 semanas e cindo dias de gestação, caminhei a manhã inteira, logo após o almoço entrei no MSN e conversei com a Cris, que estava sentindo uma dor chata na bexiga, como se fosse descer a menstruação sabe, e ela me disse que isso já eram as contrações, durante a tarde toda elas aumentaram, e a noite ficaram bem intensas e em pouco espaço de tempo uma da outra, minha obstetra estaria de férias no mês de setembro eu já sabia que ela estaria fora do país, e em minha última consulta que foi no dia 30 de agosto ela me disse: Se esse menino não nascer até dia sete ou oito, você vai para a maternidade, daí comentei com a Cris e ela me disse que se eu fosse para a maternidade com quarenta semanas e alguns dias eles me induziriam a uma cesárea com certeza, que eu não fosse não, que ela conseguiria uma consulta com a Doutora Roxana, um encaixe, na quarta feira dia oito fui cedinho lá na clínica e a Dra. Roxana me examinou, fez uns pontos de acupuntura para acelerar o TP e também fez o descolamento da membrana, resultado?!? As contrações aceleraram de uma maneira incrível, achei que não daria tempo de chegar em casa, mas cheguei, e entrei em contato com a Cris e logo ela chegou aqui em casa, muitas massagens com aquele óleo mágico dela, exercício na bola, chuveiro, enfim, tudo para amenizar as contrações, e ela queria que eu me alimentasse, mas eu não conseguia comer nada, apenas uma saladinha ao meio dia e meio copo de vitamina de morango antes de irmos para a maternidade. Chegando lá próximo das 17 horas, e em mais ou menos 20 minutos estourou a bolsa, e já tinha cinco dedos de dilatação, e a Cris ainda me falou que dos cinco para os sete dedos as vezes demorava um pouquinho, mas que era bem normal, comigo foi bem rápido graças a Deus, porém, nem me liguei que havia bebido bastante água, e já no centro cirúrgico, com muitas luzes acesas o calor era muito grande, nem sei se era pelas luzes ou das contrações mesmo que eu sentia um calor insuportável e isso me fazia sentir muita sede, e pedia água para as enfermeiras e elas me davam, só que minha bexiga encheu, e eu me bloqueie de uma maneira que nem sei como explicar, e não consegui esvaziá-la, e isso estava impedindo que o Ian coroasse, estava impedindo a passagem dele. A abençoada da minha doula sugeriu para a obstetra que esvaziasse minha bexiga com uma sonda, e assim foi feito, só que eu já estava ali a mais de quatro horas e me sentia muito cansada, sem forças nas pernas, eu descia a cada contração e o papai que me erguia, pois eu já não conseguia levantar mais sozinha de tão cansada que eu estava, foi onde a médica sugeriu um soro com ocitocina é claro para que fosse mais rápido, e foi o que aconteceu às 22h14min do dia 8 de setembro de 2010 ele nasceu. Maravilhoso e saudável. Nada eu faria diferente se pudesse voltar atrás, apenas não beberia tanta água e dormiria mais antes de entrar em trabalho de parto para estar inteirona quando as contrações iniciassem. (conselho que a Cris me deu e eu não ouvi. rsrsrsrs) ( Cris: Quando doula fala, tem que ouvir kkkkkkkk)

5- Você acredita que o parto tem alguma relação com a personalidade do bebê?

Sim, acredito e já observei isso lá na maternidade mesmo, pois tinham mais três mamães bem próximas de nós e todas tiveram parto cesárea, incrível a diferença, eles choravam muito enquanto o Ian dormia muito, e tinham dificuldade para mamar no peito. Penso que quando se faz uma cesárea, o bebê não sabe, nem sente que irá sair daquele lugar escurinho, quentinho, e não está preparado, e derrepente luzes, barulhos, cheiros, enfim, no parto normal ele também não está preparado para nada disso, mas a cada contração ele já sabe que está prestes a sair do local onde ficou por aproximadamente nove meses e participa de todo o processo. Observei em alguns bebês depois de alguns meses que são bem mais agitados e bem chorões, enquanto o Ian é super calmo e sempre muito sorridente.

6- No próximo filho, pretende ter outro parto normal?

Siiiiiiiiimmmmm, com certeza!!! Amei tudo e passaria por tudo novamente.

7- O que você gostaria de dizer aos casais a espera de um bebê? Dicas, conselhos entre outros.

Bom, aí vão algumas dicas, que quando me diziam eu nem dava muito importância, mas é bem verdade: Durmam e namorem bastante!!!

Calma, nada disso acaba com a chegada do bebê, mas o primeiro mês é “pancadão”.

Outra, se tiverem alguém para dar um apoio, tipo mãe, sogra, tia, irmã, enfim, ótimo, aceitem, pois será muito importante para o bebê e o casal. Tenham uma doula, e para finalizar, seja delicado porém seguro e diga para amigos e visitas em geral que a família precisa de um tempo para se adaptar e que aguardarão visitas com confirmação antes, após quinze ou vinte dias depois do nascimento do bebê.

8- Como é a vida após a chegada do bebê?

Uma loucura muito prazerosa tinha dias que achava que não daria conta, como ouvi dizer que nove meses não serve somente para gerar o bebê e sim para preparar o casal, acreditava sim em meu instinto de mãe, para nós dois, papais de primeira viagem, cada dia foi e está sendo um dia especial e com um aprendizado incrível. E sempre digo que nada é tão gratificante quanto você olhar para aquele rostinho lindo e ver um sorriso, todo o cansaço vai embora num passe de mágica.

9- Você ficou satisfeita com o trabalho da doula e com o parto?

Muito satisfeita sim, queria poder tê-la sempre por perto por no mínimo quatro meses de vida do bebê, sei que doula não é babá, mas iria adorar... E com o parto nem se fala, tive bastante sorte em conhecer a Cris e de ter encontrado lá na maternidade uma equipe ótima, e que ouviram minhas vontades e as vontades da doula também. Minhas preces foram atendidas...

10- Deixe um recado:

Obrigada é pouco para dizer a você Cris, sabes o quanto foi e és importante para nossa família, estás presente diariamente em nossas orações, que o cara lá de cima continue abençoando você, sua família e seu lindo trabalho, sucesso sempre!!!

( Ps: Ahhhhhhh amada foi tudo maravilhosoooooooo, lembro que eu estava bem doente quando você me contratou e eu só rezava pra ficar 100% logo para poder te acompanhar e dar 100% do que eu podia.

Você foi maravilhosaaaaa desde o início do TP, super forte, se concentrando nas contrações, você fez TUDO que eu recomendei, exercícios antes e durante o TP, visualizar o bebê se preparando, querendo nascer, se alimentando de pouco em pouco, relaxando e lembrando que aquelas contrações é que iam trazer o Ian pros seus braços. Quando fui pra sala que te vi dispensando o anestesista já com 9 cms de dilatação, negando a ocitocina, pedindo para a obstetra não fazer a epsiotomia, pedindo pra não parir deitada e sim na escadinha de cócoras, tudo isso me encheu de orgulho. É muito importante e deu tudo super certo porque você se informou, sabia o que queria, sabia os pró e contras de tudo, e SABIA que o parto era SEU e quem manda ali é VOCÊ, não sou eu, nem o Obstetra, é VOCÊ! Parabéns e eu espero mesmo que venha uma menina aí quando o Ian tiver 2 aninhos, que será um enorme prazer acompanhar mais um parto teu! Obrigada por TUDO, por todo o carinho!!!! Ah o brinco que você me deu me dá sorte, uso em todos os partos agora, o Panettone estava DELICIOSO, devorei na mesma rapidez que os pé de moleques que você fez ahushuahushuauhsuhauhs!!!)

Amo vcs!

Cris De Melo

Téc Enfermagem & Doula


Um comentário:

  1. Lindo demais!!!
    Graças ao bom Deus, terei minha doula (pessoa maravilhosa!!) para me acompanhar!!
    Parabéns pelo trabalho que desempenham!!!
    Bjão Cris!!

    ResponderExcluir