segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Bebê grande X Parto Normal!


Uma mamãe hoje no orkut pedindo ajuda me deu a idéia de criar esse tópico. Ela tem indicação de cesárea por causa do peso do bebê que é superior a 4,5 kgs ( segundo ultrason 4.800 kgs).
E essa é a dúvida de muitas mães, até quando pode-se parir naturalmente e quando é indicação de cesárea. Teoricamente falando um feto é considerado macrossômico ( grande) quando pesa mais de 4,5 kgs, e pode ser uma indicação de cesárea. Importante focar no PODE, porque muitas mulheres conseguem parir um bebê desse tamanho.

Um dos maiores motivos pelos bebês serem tão grandes é o aumento excessivo de peso na gravidez, obesidade e diabetes gestacional. O motivos de muitas vezes isso ser indicação de cesárea é pelo risco de distócia de ombros que pode causar lesões na mãe e no feto.

Não há evidências para apoiar a indução do parto ou a cesariana eletiva em mulheres sem diabetes, com gestação a termo e suspeita de macrossomia fetal, independente da estimativa de peso pela ultra-sonografia. Estudos randomizados não demonstram melhora dos resultados perinatais com esta prática. Aliás, a predição do peso fetal pela ultra-sonografia tem valor limitado, e são freqüentes os resultados falso-negativos e falso-positivos.

Diversos estudos demonstram que não há benefícios em se realizar indução ou cesariana eletiva quando o concepto de uma gestante normal pesa entre 4500g e 5000g, aguardando-se a evolução do trabalho de parto. Acima de 5000g, discute-se a possibilidade de uma prova de trabalho de parto, desde que a parturiente e o obstetra aceitem um risco aproximado de 10% de distócia de ombros no parto vaginal. De qualquer forma, admite-se que fetos “extremamente grandes” (acima de 5700g) poderiam se beneficiar de uma cesariana, uma vez que a distócia de ombros complica cerca de 40% desses casos. Os limites para o parto vaginal de acordo com o peso fetal são desconhecidos, porque bebês “extremamente grandes” são extremamente raros.




2 comentários:

  1. Minha irmã teve um bebê de 4,885kg de parto normal. Não sei se foi erro do médico ou o que, pois no ultrasson de 15 dias antes o bebe estava com 3,500kg. Resultado: o bebe quase não conseguiu nascer. Um braço foi quebrado e no outro ela teve uma PBO. Faz fisioterapia todos os dias desde q nasceu há 1 ano e 2 meses atrás e muito dificilmente o bracinho dela vai ficar 100% normal.
    Neste caso, de quem foi a culpa? É considerado um erro médico? Ele não deveria ter pedido uma ultra dps dessa última?
    Agora estou grávida de 13 sem e fico com muito medo mas ao mesmo tempo quero muito parto normal.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Gabi, geralmente os médicos que verificam que o peso do bebê é maior que 4,5 kgs indicam a cesárea justamente pelo medo de uma distócia de ombros, que é exatamente o que aconteceu com o bebe da sua irmã. Por ser um bebê bem grande, com quase 5 kgs, ele não conseguiu passar e pela emergencia quebra-se a clavícula para tirar os ombros do bebê. Ultrason erra mesmo, tanto para mais quanto para menos,infelizmente fatalidades acontecem não tem como prever,agora se foi erro médico ou não, eu não tenho como saber. Mas vocês podem pedir o prontuário do parto na maternidade, eles são obrigados a entregar uma cópia. A lesão do plexo braquial ocorre 1 entre 4000 partos, e acontece até mesmo na cesárea, não é exclusivo do parto normal. A sua irmã ganhou muito peso? Teve diabetes gestacional?

    Infelizmente Gabi tudo na vida tem um risco, nada é 100% seguro, mas não vale a pena arriscar a vida da mãe e do bebê em uma cesárea para tentar evitar um risco no parto normal. Estudos comprovam que o parto normal é mais seguro que a cesárea.

    Bjs

    ResponderExcluir