sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Doula x Médico


Quem imagina que médicos e doulas não se completam, engana-se. O obstetra Alberto Jorge Guimarães garante: é um trabalho muito importante. "A doula minimiza a frieza do ambiente hospitalar e proporciona suporte afetivo e emocional, tornado a experiência mais suave para os novos pais.

Além de apresentar posições confortáveis para o trabalho de parto, formas eficientes de respiração e medidas naturais de alívio das dores, como banhos quentes, massagens, compressas e exercícios de relaxamento", explica o médico.


O trabalho entre médicos e doulas é de parceria.
"Geralmente as doulas começam suas atividades no início do trabalho de parto, ainda na casa da gestante, acompanham até a maternidade. Como parte importante da equipe multidisciplinar, colabora muito com as questões ligadas ao emocional e na execução de técnicas não farmacológicas de alívio", afirma.

Guimarães explica que, antes do parto, a doula orienta o casal a se preparar emocional e fisicamente, comenta os procedimentos comuns, ajuda os novos pais com relação à ansiedade que precede o nascimento do novo membro da família. "Durante o parto, a doula encoraja, acolhe, apresenta opções de movimentos, ajuda à parturiente buscar posições confortáveis para o trabalho e auxilia o novo pai a encontrar seu lugar neste momento tão íntimo e feminino, colaborando e sendo útil", afirma.

"
Já no pós-parto, ela ajuda a mãe fazer um levantamento dos pontos positivos da experiência, orienta na amamentação e nos cuidados com o recém-nascido". De acordo com o médico, estudos internacionais apontam que o acompanhamento de uma doula durante o trabalho de parto reduz em até 60% os pedidos de analgesia, isso por sua disponibilidade de apresentar opções naturais de alívio, o que nem sempre é possível ser feito pela equipe hospitalar.

Mas, atenção: as doulas não realizam qualquer procedimento médico, como exames, coletas, entre outros. "Elas também não avaliam a saúde da parturiente ou do recém-nascido, de forma que não substitui os profissionais especializados na assistência ao parto como obstetra e pediatra, por exemplo", alerta. Se você gostou da ideia e quer trabalhar como doula, Guimarães dá a dica: no Brasil existem cursos regulares para formação de doulas.

"Quem se interessar, pode obter informações sobre cursos e até mesmo encontrar uma doula em sua cidade no site www.doulas.com.br.
Na contratação dos serviços de uma doula é importante observar a empatia e afinidade, pois esta sintonia entre a profissional e o casal grávido criam um clima de cumplicidade durante o parto", finaliza o profissional.

www.partosemmedo.com.br
Reprodução Site Mais Você / Thaís Bronzo
Fonte: http://anamariabraga.globo.com/home/canais/canais-saude.php?id_not=3581

4 comentários:

  1. Oi Cristina,

    Adorei seu blog. É muito bom conscientizar as mães nesse momento tão importante na vida da família! Parabéns!
    Já estou seguindo seu blog.

    Um abraço, Fernanda
    www.naturologiajaragua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. táaa cada vez mais lindo o blog cris
    ;DDD

    ResponderExcluir
  3. O blog ainda mais lindo e útil como sempre.

    Beijos, Cris.

    ResponderExcluir
  4. Pena que nem todo medico pensa assim....

    ResponderExcluir