quinta-feira, 24 de junho de 2010

O Trabalho de Parto começou... e Agora???


Muitas mães acham que assim que começam as contrações é preciso correr para o hospital, essa idéia também existe por causa das novelas e filmes, mulheres gritando, carros voando e o bebê quase nascendo.

Mas na vida real isso é bem diferente. Raramente uma mulher tem um trabalho de parto tão rápido, e a internação precoce aumenta as chances da mulher cair numa cesárea sem necessidade. As maternidades particulares ( porque as pública não admitem com menos de 4 cms de dilatação), não podem ficar com uma mulher por 12, 24 ou 36 horas em trabalho de parto.

Hora é dinheiro, imagina várias mulheres com partos longos, como terão quartos vagos para as cesáreas agendadas? Por isso muitos médicos dizem que a mulher não dilatou em 4, 6 ou 8 horas e mesmo o bebê estando perfeitamente saudável ele manda a mãe para a sala de cirurgia.

Por isso o ideal é que a mãe fique em CASA o máximo de tempo possível, a melhor hora pra ir para a maternidade é quando as contrações estão de 3 em 3 minutos por 1 hora o que quer dizer que a em 10 minutos a mulher terá 3 contrações.

O trabalho de parto é dividido por fases:
- Latente, Ativa, Transição e Expulsivo. A fase latente é a mais demorada, com contrações leves e com intervalos mais longos ( 15 em 15 minutos), a fase ativa as contrações são mais intensas com intervalos menores ( de 5 em 5 minutos),quando as contrações estão de 3 em 3 significa que a mulher esta no final da fase ativa, início da transição.
Esse é o momento ideal, pois levará no maximo mais 2 ou 3 horas para o bebê nascer.

Mas é seguro? Se a sua gestação é de baixo risco, se o seu exame de streptococos deu negativo, não tem com o que se preocupar.

E se a bolsa rompeu? A bolsa pode romper durante ou antes do trabalho de parto começar, se o líquido esta claro como água, sem um cheiro forte a mulher pode aguardar as contrações se intesificarem antes de ir.
Se esta esverdeado e com cheiro fétido é melhor avisar o obstetra ou ir para a maternidade, pois esse pode ser um sinal de mecônio, e é melhor que tenha acompanhamento profissional durante o processo.

E como ter coragem para esperar? A doula pode ajudar muito nesse momento, ela vai poder ajudar durante todas as fases do trabalho de parto, assim a mulher se sentirá segura e a dilatação acontecerá tranquilamente. Qualquer coisa fora do normal a doula percebe, e pode indicar a ida precoce para a maternidade.

Algumas doulas também são enfermeiras ou trabalham com Enfermeiras Obstetras
( como eu trabalho), assim a dilatação será checada antes de ir para o hospital, a mãe é monitorada em casa assim como o bebê. Mesmo as doulas que trabalham sozinhas possuem treinamento para saber apenas pela atitude da parturiente se a dilatação esta avançada ou não, se vai demorar ou não etc.

Lembre-se, o parto é um processo natural e não médico, em gestações de baixo risco não há necessidade de ir para o hospital precocemente. Ficar em casa além da gestantes de sentir mais a vontade, relaxada, ajuda também a dilatar mais rápido.

Cris De Melo
Téc. Enfermagem
& Doula

Um comentário:

  1. Otimas explicacoes!!So assim, evita que saiamos muuuuiiito antes da hora certa para parir!A sobrinha de uma amiga minha fikou internada dois dias e a sua bolsa rompeu no Hospital mesmo, diante de tanto stresse que viu e ouviu, trabalhos de parto complicados, ela entrou em panico, o bebe nao se sentiu a vontadde e detalhe: terminou numa mesa cirurgica para fazer cesaria!Entao, se esta tudo bem com vc e o bebe, nao antecipe seu momento magico, tornando-o um pesadelo!!

    ResponderExcluir