sábado, 22 de maio de 2010

A Internet ajuda as Gestantes a se prepararem para a Maternidade!


O acesso rotineiro à internet está praticamente disponível em todos os lugares, promovendo novas oportunidades e aumentando os desafios de cuidadores e usuários de saúde. Com grávidas frequentemente se voltando para a internet à procura de informações durante a gestação, um melhor entendimento desse comportamento se faz necessário.

O objetivo desse estudo foi determinar porque e como grávidas usam a internet como fonte de informação em saúde, e o efeito final que isso teve sobre suas tomadas de decisões. O modelo de busca de informações de Kuhlthau's (1993) foi adaptado para fornecer o gabarito teórico para o estudo.

O desenho do estudo foi exploratório e descritivo. Os dados foram coletados utilizando-se de um questionário validado e confiável, baseado na web. Durante um período de 12 semanas, 613 mulheres de 24 países que haviam confirmado que se utilizavam da web para informações relacionadas à gravidez durante sua gestação preencheram e enviaram um questionário.

A maioria das mulheres (97%) se utilizou de buscadores como o Google © para identificar páginas online para acesso a grande variedade de informações relacionadas à gravidez e para usar a internet para redes sociais, suporte e comércio eletrônico.

Quase 94% das mulheres usaram a internet para complementar informações já recebidas através de profissionais de saúde e 83% se utilizou da internet para influenciar tomadas de decisão sobre a gestação. Quase metade das entrevistadas relataram como fatores determinantes que as levaram à procura na internet: insatisfação com as informações obtidas dos profissionais de saúde (48,6%) e falta de tempo para fazer perguntas aos cuidadores (46,5%).

Estatisticamente, os níveis de confiança das mulheres aumentaram significativamente quanto à tomada de decisões relativas à gestação após o costume de acesso à internet (p < 0.05).

Neste estudo, a internet desempenhou importante papel na busca de informações das mulheres participantes, e de sua tomada de decisões relacionadas à gestação. Profissionais de saúde precisam estar preparados para auxiliar mulheres grávidas na busca de dados online, na sua interpretação e aplicação. (BIRTH 37:2 June 2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário